quarta-feira, 30 de abril de 2008

V Tradições...


A Tuna Feminina do ISEL, pelas comemorações do seu 14º aniversário, realiza o V Tradições - Festival de Tunas Femininas do ISEL, dia 10 de Maio pelas 21h no Auditório Principal do ISEL. Espera-se um fim-de-semana em grande na capital!


A concurso estarão as seguintes tunas:

-In Spiritus Tuna
-Tuna Feminina de Biomédicas (Porto)
-Tuna Feminina da Faculdade de Letras da Universidade do Porto
-Tuna Feminina da Associação Académica da Universidade de Aveiro


Espera-se ainda a actuação da Tuna da casa - Tuna Feminina do ISEL - e extra concurso da Estudantina Académica do ISEL.

XXI FITA...

XXI FITA – Festival Ibérico de Tunas Académicas - é um dos eventos mais conceituados da Queima das Fitas do Porto, e um dos melhores festivais de Tunas do País. Este Festival é dedicado aos finalistas da Cidade Invicta, imbuído de toda a festa e saudade que tal implica.

Local: Coliseu do Porto
Data: 7/5/2008, 20:00h

Tunas participantes:
Tuna de Medicina do Porto
Tuna Académica do ISEP
Tuna Académica da FEP
Tuna de Engenharia da Universidade do Porto
Tuna da Universidade Católica Portuguesa – Porto
Tuna Académica da Universidade Portucalense IDH
Tuna de Contabilidade do Porto (ISCAP)
Tuna Feminina do OUP
(Extra-concurso)
Tuna Universitária do Porto (Extra-concurso)


segunda-feira, 28 de abril de 2008

VII TEMPLÁRIO, o rescaldo...

A anTUNiA – Tuna de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, foi a vencedora deste grande fim-de-semana em Tomar a pretexto do VII Templário – Festival Internacional de Tunas da Cidade de Tomar, organizado pela Tuna Templária do Instituto Politécnico de Tomar. Foi sem dúvida um grande festival, não só pelas tunas presentes, mas por todos os amigos e tunos que se deslocaram à bela cidade dos templários, a cidade de Tomar.

Depois de uma noite em grande na cidade de Aveiro com o primeiro dia do XVIII FITUA, o nosso "casal de três" rumou à bela cidade de Tomar. Seguindo o programa no sábado à tarde decorreu o habitual passacalles e as serenata às guias em frente a Câmara, que segundo apurei, este momento é considerado por muitos o momento mais alto do festival uma vez que por toda a praça e pelo caminho do passacalles alastrava a população, cheia de curiosidade e ansiosa de ver e ouvir as Tunas a passar.

O jantar, bem regado, foi no conhecido Café 15, na companhia de mais um menino de azul, e onde bebi pela primeira vez o famoso MOCHÃO. Rumamos então para o Cine-Teatro Paraíso que estava esgotado há muito! Cabe-nos agradecer ao amigo Rosado pelos bilhetes, pela hospitalidade, pela amabilidade enfim, por tudo.

O espectáculo começou com a actuação de um grupo de Jazz que com um bom espectáculo aqueceram o público para o rol de tunas que se seguia.

A primeira tuna a actuar foi, vinda da cidade da Guarda, a Copituna d´Oppidana - Tuna Académica da Guarda. Foi um espectáculo bastante coerente iniciando a sua actuação com uma adaptação de “Perdidamente” de Florbela Espanca seguida de “Guitarra de Ilusões” e “Domingo à Tarde” um instrumental. Num medley de música portuguesa interpretaram, onde se destacaram as suas pandeiretas, “Saudade” de Luís Represas, “Cana Verde” de Fausto e o “Entrudo” de Zeca Afonso. Continuaram com "Capa ao Ombro" e um medley de músicas dos Quinta do Bill e em sua homenagem, terminado da mesma forma que iniciaram, com “Perdidamente”.



A segunda tuna a subir a palco veio de nuestros herrmanos a Tuna de Biologia de Sevilha. Foi um espectáculo muito animado, com grande pujança vocal, interpretando temas como “Mi Terra” e “La Samba” onde se destacou a performance do pandeireta e do porta-estandarte ainda que, um num estilo diferente ao praticado por Portugal.



Depois de um pequeno intervalo, onde se parou para beber uns copos e trocar duas ou três de conversa com as caras conhecidas que iam aparecendo...



... seguiu-se a actuação bastante animada da anTUNiA – Tuna de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa que interpretou "Sancho Pança" e "Sonhos" ". Seguiu-se com um instrumental de Mozart "Eine Kleine" e uma interpretação da música "Haja o que houver" e por fim "Lágrimas Negras" dedicada à cidade de Tomar.


A terceira tuna actuar veio da nobre cidade invicta, a Tuna do Distrito Universitário do Porto. Iniciou a sua actuação com uma música dos seus padrinhos “Navegamos a Cantar” seguindo do seu primeiro original “Porto sem Par”. Continuou com ritmos latinos “Mariposita”, “Capa Negra” e para terminar “a casa de todos nós” a “Casa Portuguesa”.



A apoteose da noite foi, como não podia deixar de se esperar com a actuação da tuna da casa: a Tuna Templária de Tomar, iniciando com o já conhecido ”Carlatão” seguido de “É tão bom”. Interpretou também numa bonita adaptação “Portugal, Portugal” de Jorge Palma seguido de, numa homenagem aos homens de Abril e à revolução dos cravos, “A morte saiu à rua”. Para terminar tocou “Pensando em ti” e o seu “Hino”.



No fim o júri decidiu:
Melhor Serenata: Copituna
Melhor Passacalles: anTUNiA
Melhor Estandarte:Tuna de Biologia de Sevilha
Melhor Pandeireta: anTUNiA
Melhor Solista: TDUP
Melhor Instrumental: anTUNiA


Tuna Mais Tuna: Copituna
Tuna Publico:Copituna

2º Lugar: TDUP
Melhor Tuna: anTUNiA

Depois dos resultados, a festa seguiu um pouco por todo o lado, terminando na discoteca Rio Bar. "Tomar, linda cidade..." Até ao VIII Templário!

domingo, 27 de abril de 2008

XVIII FITUA, o rescaldo do primeiro dia...

A TAL – Tuna Académica de Lisboa, foi a grande vencedora do XVIII FITUA. Num ambiente único de festa, no grande Centro Cultural e de Congressos de Aveiro, o Festival de Tunas organizado pela TUA – Tuna Universitária de Aveiro pautou pelo estupendo ambiente académico onde as 8 tunas presentes, em conjunto com a tuna organizadora, com os Caloiros da TUA e com a TFAAUAv - Tuna Feminina da Associação Académica da Universidade de Aveiro, não deixaram por mãos alheias e fizeram um grande FESTIVAL!

Cada vez mais tenho a certeza que os festivais de tunas não são competições, são um local comum de encontro e reencontro de amigos. O espírito que se sentia era fantástico, cheio de alegria, tradição e espírito académico aliado ao mais nobre espírito tunante.

O início da noite de 25 de Abril começou muito animado numa casa aveirense com paredes um tanto ou quanto coloridas. A companhia era excelente, poderá mesmo dizer-se melhor impossível… Fénix Flamejantes, Feminis Ferventis e Mister Bakano. O jantar foi no Restaurante A Picota, sempre muito animado e bem regado… O vinho verde fresquinho e uma mesa de amigos...ah saudade!!!

O espectáculo começou com a actuação da Tuna Feminina da Associação Académica da Universidade de Aveiro. Começaram a actuação com o seu instrumental seguido de uma serenata à Ria de Aveiro. Interpretaram de seguida “Siempre en mi Mente”, “Chamateia”, música tradicional dos Açores e “Hoy” de Glória Estefan.

Para iniciar a rol de tunas a concurso seguiu-se a actuação da Estudantina Universitária de Lisboa. Iniciou o seu espectáculo com a música original “São Sete Colinas” seguida de uma interpretação da música eternizada por Simone de Oliveira “Desfolhada” onde brilhou a voz do solista e o porta-estandarte. Continuou com uma música de Amália “Fado Português" com um excelente arranjo de vozes.

A segunda tuna a subir a palco veio de terras do Minho, a Azeituna – Tuna de Ciências da Universidade do Minho. Iniciou o seu espectáculo com “Serenata à Primavera” seguida de “Suevos” e “Percursos”, um instrumental. Continuou com uma interpretação de uma música de Jorge Palma “Dá-me Lume” e para terminar “Asa Branca”. Foi uma actuação muito animada onde se destacou a originalidade do porta-estandarte em patins.

Depois de um pequeno intervalo, onde se aproveitou o hall de entrada e a esplanada para beber uns copos e trocar duas ou três de conversa com as caras conhecidas que iam aparecendo, seguiu-se a actuação bastante animada dos dos Caloiros da TUA.

A eles se seguiu a apresentação da TUIST – Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico. A abrir a actuação, dedicada ao povo de Abril interpretou uma versão do "Povo que lavas no rio" seguido do original "Vontade de Ser", com destaque para os pandeiretas. Logo após o instrumental inspirado em grandes autores do fado “Paredes Meias Com Armandinho” seguiu-se outro original "Se um dia não houver luar" continuada pela interpretação da "Amélia dos Olhos Doces” terminando o espectáculo com a marcha "Esta Lisboa que eu amo".

Por fim subiu a palco a tuna da casa - TUA – Tuna Universitária de Aveiro. Cheios de animação e muito espírito tunante animaram a noite mostrando que dos mais novos aos mais velhos ninguém os pára em palco, nomeadamente com o seu medley de músicas do grande Zeca Afonso, num dia onde se celebrava liberdade pela revolução dos cravos.

Dali, após o primeiro dia de espectáculo, partimos para a Praça do Peixe onde o convívio, a música e a alegria pairava pelo ar. Seguimos por fim para o recinto da “Semana do Enterro” onde demos, algumas de nós, por terminada a noite. Gostaria apenas de salientar alguma falta de organização neste sentido onde, segundo constava no programa do PortugalTunas e mesmo aquando da venda dos bilhetes foi mencionado que o mesmo daria entrada para a "Semana do Enterro" e à entrada desta apenas aceitavam a entrada com credenciais.


Parando por outros rumos não me foi possível assistir ao segundo dia do festival que, segundo apurei, foi de igual qualidade musical e de grande espírito académico.

Dos prémios assim reza a história:
Melhor Bandeira: Tuna de la Universidad Nacional Federico Villarreal (Lima, Peru)
Melhor Instrumental: Tuna Derecho de Santiago de Compostela (Santiago Compostela, Espanha)
Melhor Solista: EUC - Estudantina Universitária de Coimbra
Melhor Original: TAL – Tuna Académica de Lisboa
Melhor Vocalização: EUL - Estudantina Universitária de Lisboa
Melhor Pandeireta: TUIST – Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico

Tuna + Tuna: TUIST – Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico

3ª Melhor Tuna: EUC - Estudantina Universitária de Coimbra
2ª Melhor Tuna: TUIST – Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico

Melhor Tuna: TAL – Tuna Académica de Lisboa

Como a máquina fotográfica resolveu "baquiar"
durante o jantar não temos fotos :(
Fica para o ano...

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Feliz Aniversário...

Recados Para Orkut

Não podia deixar passar este dia sem deixar aqui uma mensagem à nossa Gabi - MUITOS MUITOS PARABÉNS E MUITAS FELICIDADES...

XV FITISEP, os resultados...

E assim foi mais um fim de semana fantástico... Decorreu nos dias 18 e 19 de Abril a XV edição do FITISEP - Festival Internacional de Tunas do Instituto Superior de Engenharia do Porto, onde a grande vencedora foi a Estudantina Univesitária de Lisboa.

Realizado no mítico edifício do Teatro Sá da Bandeira, Porto, um grande ícone da grande cidade Invicta, este espectáculo contou nos seus dois dias com a sala cheia, onde desde sexta a domingo se fez sentir a tradição e o espírito académico.

Desta vez andei por estas andanças como guia de uma tuna que há desde sempre me é muito querida, a tuna da minha academia, a grande e mui nobre Versus Tuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve.

A noite de sexta começou com o jantar na cantina do Isep, depois do check-in no Hotel e de termos andado "perdidos" pela Maia ainda chegamos a tempo de ver algumas tuna no Sá da Bandeira. Depois festa no Bar do Isep... E segundo a mais nova directiva: "FETA É FETA E NINGUÉM DROME..." foram até altas horas da manhã que esta se prolongou...



No Sábado tivemos porco no especto e um inicio de tarde cheio de musico e animação entre as tunas presentes no almoço. Seguiu-se a visita a um dos mais nobres edifícios do Porto, a Torre dos Clérigos seguido do jantar de convívio no Restaurante Churrascão.

Depois mais um dia de espectáculo no Sá da Bandeira. A abrir o espectáculo uma tuna "vinda" directamente do Rio de Janeiro...


video

Depois, e já a concurso a Versus Tuna que iniciou a sua actuação com a serenata "Cidade de Cetim". Tocou de seguida "Noite e a Tuna" também o seu instrumental "Variações para Bandolim em Si menor", "Foi Deus" da grande fadista Amália e a única música não original da tuna, e por fim o "Hino da Tuna".





A festa acabou na discoteca "La movida". Nem sei como descrever este fantástico. De sexta a domingo pude matar um bocadinho de saudades da "nossa Cidade de Cetim" e conviver com o mais nobre espírito e tradição académica...


Por fim os prémios...

Melhor Bandeira: Tuna de Engenharia da Universidade do Porto
Melhor Estandarte: Tuna Académica da Universidade Portucalense
Melhor Pandeireta: Tuna Universitária do Minho
Melhor Solista: Estudantina Universitária de Lisboa
Melhor Instrumental: Estudantina Universitária de Lisboa
Melhor Serenata: Estudantina Académica da Madeira

Tuna Mais Tuna: VersusTuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve

3ª Melhor Tuna: Estudantina Académica da Madeira
2ª Melhor Tuna: Tuna de Engenharia da Universidade do Porto

Melhor Tuna: Estudantina Universitária de Lisboa

VI Noites em Tuna, os resultados...

Foi com muito gosto que, a convite da Tuna Feminina de Enfermagem do Porto, estive presente no fantástico VI Noites em Tuna onde a grande vencedora foi a Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa - Porto.

A tarde começou na muito chuvosa, mas as vozes que já se faziam ouvir antes do jantar, que esteve muito animado na cantina da Escola de Enfermagem, prometiam colorir o céu desta noite no Porto.

Realizada no Teatro Sá da Bandeira, grande ícone da cidade do Porto, este espectáculo contou com tunas de grande qualidade musical e grande espírito académico.

A primeira tuna a actuar foi a Tuna da Universidade Católica Portuguesa – Porto, os padrinhos da tuna organizadora. Iniciou a sua actuação com a música romântica, de cariz mexicano, “La noche e tu”, seguida de “Maria Lisboa”, como novo arranjo e excelente interpretação dos pandeiretas. Seguiu-se com um tema do brasileiro Djavan “Oceano”, o instrumental do filme Piratas das Caraíbas “Up is Down”. Para terminar, inspirados nos temas do Festival da Canção os tunos da Católica ainda interpretaram a “Oração”, de António Calvário e a “Desfolhada”, cantada por Simone de Oliveira.


A concurso estiveram:
- TUNAFE Tuna Feminina de Engenharia da Universidade do Porto


- TFMUP Tuna Feminina de Medicina da Universidade do Porto


- TFUCP Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa-Porto


- TFUFP Tuna Feminina da Universidade Fernando Pessoa


- TFB, Tuna Feminina de Biomédicas


Para terminar este espectáculo subiu a palco a tuna organizadora deste festival - Tuna Feminina de Enfermagem do Porto. A sua actuação começou com um bonito hino à cidade invicta "Recado ao Porto” seguido de "Chave dos Sonhos". Em seguida tocou "Sonho Meu", uma adaptação da música de Maria Bethânia em tons de bossa nova e por fim, em jeitos de hino “Noites em Tuna”.


Por fim o júri deliberou:
Melhor Instrumental - TUNAFE
Melhor Solista - Tuna Feminina da Univ. Católica do Porto
Melhor Porta-Estandarte - Tuna Feminina da Univ. Católica do Porto
Melhores Pandeiretas - TUNAFE
Tuna+Tuna - Tuna Feminina da Univ. Fernando Pessoa
Melhor Claque - Tuna Feminina de Medicina do Porto

MELHOR TUNA - Tuna Feminina da Univ. Católica do Porto

A festa prolongou-se noite dentro no “Galeria Café-Bar”, na Rua das Flores. Obrigada minhas lindas pelo convite e por mais uma noite fantástica...


sexta-feira, 18 de abril de 2008

VII TEMPLÁRIO...


A Tuna Templária do Instituto Politécnico de Tomar, associação cultural, tem a honra de apresentar o VII TEMPLÁRIOFestival Internacional de Tunas da Cidade de Tomar.
Esta sétima edição irá ser uma vez mais caracterizada pelo salutar convívio e pela festa que tão bem caracteriza as Tunas presentes, criando uma vez mais a ligação de amizade e de bem-estar entre Tomar, o Instituto Politécnico de Tomar e as centenas de amigos que nos visitam.
A Tuna Templária, entidade promotora de espectáculos com provas dadas, irá apresentar um espectáculo integrado na temática do “25 de Abril” que ninguém vai querer perder!

Nesta edição, estarão presentes as seguintes Tunas a concurso:
-TDUP - Tuna do Distrito Universitário do Porto
-Copituna D’Oppidana - Tuna Académica do Instituto Politécnico da Guarda
-anTUNia - Tuna de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa
-Tuna de Biologia de Sevilha


Tal como nas edições anteriores, a abertura do espectáculo estará a cargo de um grupo que participará a extra concurso e a Tuna Templária do Instituto Politécnico de Tomar, será a última Tuna da noite a pisar o palco do Cine Teatro Paraíso antes das deliberações do júri.

O TEMPLÁRIO não será somente um espectáculo de uma noite, mas um fim-de-semana repleto de música, convívio e de companheirismo, pelo que todos se encontram desde já convidados. Cá vos esperamos nesta festa de amigos!!!
Para os mais curiosos e para todos os que aguardavam ansiosamente por este fim-de-semana, aqui fica o programa;

Sexta – feira, 25 de Abril 2008
23h30m – Convívio das Tunas convidadas na Praça da República
01h00m – Animação nocturna (Tipix / Duplex / Rio Bar)

Sábado, 26 de Abril 2008
12h00m – Porco no espeto (zona do antigo Cine Esplanada)
15h00m – Pasacalles e serenatas na Praça da República
21h00m – VII TEMPLÁRIO (Cine Teatro Paraíso)
01h00m – Animação nocturna (Tipix / Duplex / Rio Bar)


Os bilhetes poderão ser adquiridos a partir do dia 21 de Abril,
no Cine Teatro Paraíso e no Instituto Politécnico de Tomar.
Infoline - 914 173 272
-www.tunatemplaria.com

terça-feira, 15 de abril de 2008

I Letras Sentidas...


Dia 24 de Abril, Auditório Magno do ISEP pelas 21h.

Tunas a Concurso:
Atituna - Tuna Feminina da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto
TFEP - Tuna Feminina de Economia do Porto
TFUFP - Tuna Feminina da Universidade Fernando Pessoa
Desportuna - Tuna Feminina da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto

Extra-concurso:
CUCA - Cancioneiro Universitário do Campo Alegre
Tuna Feminina da Faculdade de Letras da Universidade do Porto

Bilhetes a 2,5€ para estudante e 3,5€ para não-estudante.
(Reservas pelo 913139255)

domingo, 13 de abril de 2008

VI Noites em Tuna...


E eis que chega mais um VI edição do Noites em Tunas organizado pela Tuna Feminina de Enfermagem do Porto.

Dia 16 de Abril

O primeiro dia destina-se à abertura oficial do Festival pela recepção das tunas participantes com o Porto de Honra às 21h no Jardim Interior da Escola Superior de Enfermagem do Porto - Pólo São João.
Segue-se a apresentação das tunas da instituição cujas actuações dão início ao nosso Turno da Noite, às 22h Auditório Celeste Marques na Escola Superior de Enfermagem do Porto:


- Tunalidade
- TAEP, Tuna Académica de Enfermagem do Porto
- Tuna Mista de Enfermagem do Porto


Dia 17 de Abril

O segundo dia de Festival destina-se à apresentação das tunas a concurso. O convívio entre todas as tunas participantes do Festival estender-se-á desde o jantar na Escola Superior de Enfermagem do Porto, até ao início da Noite de Actuações, às 21.30h no Teatro Sá da Bandeira.


- TUNAFE, Tuna Feminina de Engenharia da Universidade do Porto
- TFMUP, Tuna Feminina de Medicina da Universidade do Porto
- TFUCP, Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa-Porto
- TFUFP, Tuna Feminina da Universidade Fernando Pessoa
- TFB, Tuna Feminina de Biomédicas
- Tuna da Universidade Católica Portuguesa (extra concurso, padrinhos da tuna organizadora).



- Entrada 4€ (pré-compra) ou 5€ (dia do espectáculo)
- Entrada 1 € (Festa Turno da Noite)
Mais Informações em:

X Tudo isto é Tuna, o rescaldo...

E assim foi mais uma noite fantástica...
Tal como os recentes tornados que assolam o nosso país, assim a ATITUNA - Tuna Feminina da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto - parece querer elevar mais alto a fasquia das tunas femininas em Portugal e foi mais uma vez a grande vencedora deste festival.

Realizada no mítico edifício da Alfândega do Porto, mais um grande ícone da grande cidade Invicta, este espectáculo contou com sala cheia e com uma grande claque da Faculdade de Engenharia do Porto que ao longo do festival várias foram as vezes que se fizeram ouvir.


A primeira tuna a actuar veio das terras onde foi fundado o reino de Portugal há mais de 800 anos, das terras do Minho veio a Gatuna - Tuna Feminina Universitária do Minho.

Iniciou a sua actuação com a música tradicional, cantada à capela, as "7 Mulheres do Minho", seguida de uma bonita balada "Lábios". Com letra original da Gatuna e de ritmos mais quentes e mexidos ouvimos "Trovas ao Vento", seguida de mais uma serenata "Alguém". Seguiu-se com o seu Instrumental salientando-se a prestação da capeadora a da porta estandarte e terminou a sua actuação com o seu "Estudante Minhoto".


Segui-se a actuação da TFUCP - Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa -Porto, fundada em 10 de Dezembro de 1990 por um grupo de colegas e amigas pertencentes aos cursos de Direito, Gestão e Biotecnologia, que partilhavam o gosto pela música e pela vida académica.

A jogar "em casa" fizeram uma actuação inteiramente dedicada à sua cidade, a cidade o Porto. iniciaram a sua actuação cheias ao som de ritmos de Bossa Nova do Brasil com uma música de Tom Jobim e Vinicius Morais "Água de Beber". Seguiu-se com um hino à cidade "Porto Velhinho" e o seu instrumental em jeitos de swing/jazz "In The Mood", um tema popularizado pelo americano Glenn Miller. Tocou de seguida "Jura", uma adaptação da conhecida música de Rui Veloso para serenata. Terminou a sua actuação com "Fado Torto" um fado de Mariza, dedicado a todas as tunas presentes.


De capital dos pasteis de Belém, da nossa Lisboa veio a Lusitana - Tuna Feminina da Universidade Lusíada de Lisboa.

Com uma bonita entrada em palco com velas iniciou a sua actuação com uma música dos Madredeus, com arranjo da tuna, "Haja o que Houver" onde ficou claro a grande qualidade das suas violas. Seguiu-se com o seu original "Velha Lisboa", exaltando as suas raízes lisboetas e logo depois tocou o se instrumental "Rapsódia Saloia". Prosseguiram com mais um original "Saudade" e terminaram com "Estrada do Monte", mais uma música dos Madredeus com um arranjo bem mexido desta Tuna.


Depois de um pequeno intervalo tivemos a actuação extra-concurso da TEUP - Tuna de Engenharia da Universidade do Porto, a segunda Tuna mais antiga da Cidade do Porto e a primeira exclusiva de uma Faculdade sendo portanto precursora do fantástico movimento musical que entretanto se gerou.

Iniciou a sua actuação com uma fantástica adaptação de "Carmina Burana" uma cantata composta por Carl Orff. Seguiu-se com o "Fado das Dúvidas", uma música de Madredeus onde se destacou os seus pandeiretas. Tocou de seguida o seu instrumental "Czardas" de Vittorio Monti, com uma excelente interpretação da sua percussão, e "Maria Maria" de Elis Regina seguida do seu hino "Engenharia" levando ao rubro a plateia, com os estudantes de engenharia em pé de capa traçada... Terminou com a conhecida música "Maria dá-me o pito".


Novamente a concurso mais uma tuna a "jogar" em casa a TFEnfP - Tuna Feminina de Enfermagem do Porto - recentemente formada após o cessar de actividade da Tuna Feminina de Enfermagem do São João fundada em 2000.

A sua actuação começou com um arranjo vocal de "Tu Gitana" de Zeca Afonso. Em seguida tocou "Sonho Meu", uma adaptação da música de Maria Bethânia em tons de bossa nova. Depois o instrumental, retirado da banda sonora do Le fabuleux destin d'Amélie Poulain onde se destacaram as pandeiretas, seguido de um bonito hino à cidade invicta "Recado ao Porto", seguido de uma música de Rosana "El Talisman" e para terminar "Chave dos Sonhos".


video


Para terminar a lista das tunas a concurso, mais uma tuna a "jogar" em casa, com uma vontade indomável de levar o espírito tunante ao seu expoente mais elevado, a ATITUNA - Tuna Feminina da Faculdade de Psicologia e de Ciências de Educação da Universidade do Porto.

A sua actuação iniciou-se com um fantástico arranjo vocal de "Siempre En Mi Mente" seguindo-se da forte música das "7 Mulheres do Minho", uma música de Zeca Afonso. Segui-se uma interpretação de uma música de Amália Rodrigues "Vou Dar De Beber À Dor" onde se destacou a qualidade do arranjo vocal e instrumental bem como das suas pandeiretas. Seguiu-se uma música cheia de ritmos latinos "Recuerdos Bolivianos". Terminou a sua actuação com uma música que já as identifica "Criatura da Noite", uma adaptação da música dos Entre Aspas.


video


Para terminar este espectáculo subiu a palco a tuna organizadora deste festival a TUNAFE - Tuna Feminina da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Começou a sua actuação com "O que faz falta" um conhecida musica de Zeca Afonso, seguida de uma adaptação da música "Eu sei" de Sara Tavares. Seguiu-se "Hora de Fechar" e "Tudo Isto é Tuna" numa adaptação de um fado de Amália tocando para terminar o "Entrudo".





Por fim o júri deliberou:
Melhor Porta-Estandarte - TFEnfP
Melhor-Pandeireta - TFEnfP
Melhor Interpretação Instrumental - LUSITANA
Melhor Solista - ATITUNA
Tuna mais Tuna - ATITUNA
Melhor Tuna - ATITUNA

sábado, 12 de abril de 2008

XVIII FITUA ...


A Tuna Universitária de Aveiro tem o prazer de anunciar a XVIII edição do FITUAFestival Internacional de Tunas da Universidade de Aveiro, dia 25 e 26 de Abril pelas 21:30 no Centro Cultural e de Congressos de Aveiro.
Sendo o terceiro festival mais antigo do país e um dos mais prestigiados da península ibérica. Há já largos anos, que o FITUA se mantém como um festival com dois dias de espectáculo, privilegiando a qualidade de som imaculada, intenso convívio e festa entre as tunas participantes e uma hospitalidade apenas superada pela grande qualidade das tunas participantes.


E aqui estão as tunas que vão participar no festival:

EUCEstudantina Universitária de Coimbra
TUISTTuna Universitária do Instituto Superior Técnico
Azeituna Tuna de Ciências da Universidade do Minho
TAL Tuna Académica de Lisboa
Tuna Derecho de Santiago de Compostela (Santiago Compostela, Espanha)
Luz&TunaTuna da Universidade Lusíada de Lisboa
EUL Estudantina Universitária de Lisboa
TUNFV Tuna de la Universidad Nacional Federico Villarreal (Lima, Peru)
TFAAUAvTuna Feminina da AAUAv (extra-concurso)
CTUA Caloiros da TUA (extra-concurso)
TUA Tuna Universitária de Aveiro (extra-concurso)


Ainda que não seja a ordem de actuação definitiva,
aqui fica um pseudo programa:

SEXTA-FEIRA (25 Abril):

- TFAAUAv( extra-concurso)
- TUIST
- EUL
- AZEITUNA
- TUNFV(Peru)
- TUA (extra-concurso)


SÁBADO (26 Abril):

- CTUA (extra-concurso)
- TAL- DERECHO SANTIAGO (Espanha)
- LUZ&TUNA
- EUC
- TUA (extra-concurso)



Contactos para reservas / informações:

sexta-feira, 11 de abril de 2008

X Tudo Isto é Tuna...


A 10ª edição do Festival de Tunas Femininas de Engenharia, organizado pela TUNAFE - Tuna Feminina da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto - decorrerá sob o lema "X Tudo Isto é Tuna", reunindo tunas académicas femininas de vários pontos do país.

O festival contará ainda com a participação especial da Tuna de Engenharia da Universidade do Porto (TEUP), grupo que apadrinhou a criação da TUNAFE em 1991.


Às tunas femininas a concurso serão atribuídos os seguintes prémios:
Melhor Porta-Estandarte
Melhor-Pandeireta
Melhor Interpretação Instrumental
Melhor Solista
Melhor Tuna
Tuna mais Tuna


A concurso estarão:
ATITUNA - Tuna Feminina da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto
LUSITANA - Tuna Feminina da Universidade Lusíada de Lisboa
GATUNA - Tuna Feminina Universitária do Minho
TFEnfP - Tuna Feminina de Enfermagem do Porto
TFUCP - Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa Porto


A venda de bilhetes decorrerá nas instalações da FEUP nos dias que antecederem a realização do festival, mas poderão também ser adquiridos no recinto da Alfândega do Porto, no próprio dia.

MAIS INFORMAÇÕES:

terça-feira, 8 de abril de 2008

XV FITISEP...


A Tuna Académica do ISEP, em conjunto com a Associação de Estudantes do ISEP, está a organizar a 15ª edição do FITISEP. Esta edição será realizada no Teatro Sá da Bandeira, nos dias 18 e 19 de Abril.
Com um formato diferente dos anos anteriores, serão 2 dias de tunas a concurso, onde estarão representadas, as mais variadas regiões deste nosso Portugal.

Estudantina de Lisboa
Estudantina da Madeira
Tuna Universitária do Minho
Tuna Universitária de Maastricht
Fan-Farra Académica de Coimbra
Tuna de Engenharia da Universidade do Porto
Tuna Académica da Universidade Lusiada do Porto
Versus Tuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve
Tuna Académica da Universidade Portucalense - Infante D. Henrique