domingo, 9 de dezembro de 2007

XVI FITUV, o rescaldo...

A Tuna do Distrito Universitário do Porto - foi a grande vencedora do XVI FITUV.

Foi um festival fantástico!!!

A Aula Magna do Instituto Politécnico de Viseu estava cheia, ou melhor, a abarrotar de gente. Cada vez mais tenho a certeza que os festivais de tunas não são competições, são um local comum de encontro e reencontro de amigos. O espírito que se sentia era fantástico, cheio de alegria, tradição e espírito académico aliado ao mais nobre espírito tunante.

O espectáculo começou com a actuação da Tuna de Biomédicas do Porto. Foi uma actuação animada cheia de ritmos quentes que quase nos fez lembrar o calor vivido durante o Carnaval do Brasil.

Seguiu-se a actuação da Copituna D´Opidana - Tuna Académica da Guarda. Fez um espectáculo bastante coerente, onde se destacaram os seus pandeiretas e a sua apresentação multimédia dedicada a um poeta de Viseu.

A terceira tuna a subir a palco nasceu à cerca de 20 anos da claque da Académica - a Fan- Farra Académica de Coimbra. Foi um espectáculo cheio de tradição e de muita dedicação à sua Briosa.
A eles se seguiu a Imperial Neptuna Académica - Figueira da Foz. Uma actuação também cheia de ritmo e de muita animação dedicada aos seus padrinhos da Infantuna Cidade de Viseu.
Por fim subiu a palco a Tuna do Distrito Universitário do Porto. A sua actuação foi dedicada ao grande poeta português Fernando Pessoa. Com 25 elementos em palco lembro o som da fantástica guitarra portuguesa e os fantásticos pandeiretas não esquecendo os solistas.

Para acabar a tuna da casa - Infantuna Cidade de Viseu. Cheios de animação e muito espírito tunante animaram a noite mostrando que dos mais novos ao mais velhos ninguém os pára em palco, acabado a actuação com o tradicional "Indo Eu a Caminho de Viseu".



Dos prémios assim reza a história:
Melhor Pasacalles: Neptuna Figueira da Foz
Melhor Estandarte: Tuna do Distrito Universitário do Porto
Melhor Solista: Tuna do Distrito Universitário do Porto
Melhor Pandeireta: Copituna - Tuna Académica da Guarda
Tuna Mais Tuna: Copituna - Tuna Académica da Guarda
Melhor Serenata: Copituna - Tuna Académica da Guarda
Tuna mais Simpática: Copituna - Tuna Académica da Guarda
Melhor Instrumental: Copituna - Tuna Académica da Guarda
2ª Melhor Tuna: Não Atribuído (segundo decisão do júri)

Grande Prémio XVI FITUV Cidade de Viseu: Tuna do Distrito Universitário do Porto

Viseu até para o ano...

2 comentários:

Panamá disse...

Fizeste aí uma bela resenha do que não pude assistir. Diverte-te e até apróxima

Bruno "BaKano" disse...

A minha "mulher" é um pouco distraida. A Copituna dedicou a sua actuação a Augusto Hilário, que mesmo sendo considerado poeta, foi muito mais conhecido por ser musico (guitarra portuguesa) e por ter escrito muitos fados (letra e musica), sendo considerado o criador do género do Fado de Coimbra.
Augusto Hilário era natural de Viseu.