quarta-feira, 28 de abril de 2010

XX FITUA, as imagens que ficam...

video

Música: "Debaixo dos Caracóis" por Tuna Universitária de Aveiro

segunda-feira, 26 de abril de 2010

XX FITUA, o rescaldo...

Foi nos dias 23 e 24 de Abril que decorreu a XX edição do FITUA – Festival Internacional de Tunas da Universidade de Aveiro, desta feita, regressando à sua casa de origem, o mítico Teatro Aveirense.
A TUP – Tuna Universitária do Porto, foi a grande vencedora deste fim-de-semana em Aveiro!
Em 3 dias de Festival não faltam os Ovos Moles com Favaíos, o cheiro a maresia, o pôr-do-sol na ria de Aveiro e claro, a mítica praça do peixe...

O início do festival, da noite de 23 de Abril, começou com a actuação da Tuna Feminina da Associação Académica da Universidade de Aveiro. Com cerca de 20 elementos em palco, iniciaram a sua actuação com "Ria Sentida" seguida de "Cá Sei", um tema açoriano onde se destacou a prestação da sua porta-estandarte. Prosseguiu com um fado de Dulce Pontes "Hora de Fechar" seguido de “Garça Perdida”, terminando a sua actuação com “Hoy” de Glória Estefan.


A primeira tuna a actuar foi a Copituna d´Oppidana – Tuna Académica da Guarda. Com cerca de 31 elementos em palco, iniciaram a sua actuação com uma tema de Zaca Afonso "A Morte Saiu à Rua", prosseguindo com a sua homenagem a Carlos Paião com o tema “Playback”. Seguiram com um medley intitulado "Saudades", interpretando temas como "Saudade", "O Barco vai de Partida", "Celtibera" e "Entrudo", onde se destacaram as suas pandeiretas. Prosseguiram com o seu instrumental original “Domingo à Tarde” onde se destacaram os seus estandartes. Seguiu com uma interpretação de "Senhora do Mar" onde se destacou o seu solista, terminando a sua actuação com o seu animado FRA.



A segunda tuna a subir a palco veio de terras do Minho, a Azeituna – Tuna de Ciências da Universidade do Minho. Com cerca de 28 elemento em palco iniciou o seu espectáculo com uma interpretação do tema "Marcha dos Desalinhados" seguido do seu instrumental "Percursos" e "E Depois do Adeus" onde destacou a prestação dos seus solistas. Prosseguiu com o um original “Suevos” seguido de "Estou além" de António Variações, terminado a sua actuação com "Passeio ao Minho".



Depois de um curto intervalo, o festival prosseguiu com a actuação da Tuna Universitária do Minho. Com cerca de 27 elementos em palco iniciaram a sua actuação com uma interpretação vocal do conhecido tema de Rui Veloso “Chico Fininho” seguido de "Tunalmente Molhado" e de “Boémia” onde se destacaram as suas pandeiretas. Seguiram com o tema “O abraço acontece” onde se destacou a prestação do seu solista, e com o seu instrumental "Partizan", terminando com o já conhecido "Adeus".



Para terminar em grande este primeiro dia de festival, subiu a palco, com cerca de 38 elementos, a tuna da casa, a Tuna Universitária de Aveiro. Iniciaram a sua actuação com "Pedra Filosofal" seguido de “Aveiro de Estudantes”. Prosseguiram com o tema bem conhecido "Se eu fosse um barco de Aveiro" seguido de "Silêncio do Mar", terminando a sua actuação com o tema “Nova Primavera”.



A festa continuou noite dentro pela mítica “Praça do Peixe”...

O segundo dia...

O acordar fez-se difícil... A almoço fez-se também na "Praça do Peixe", com a tradicional "Porcada" e este ano também com Sardinha Assada. A tarde foi soalheira, cheia de música e de grande espírito académico, antevendo um grande 2.º dia de festival...

O início do festival, da noite de 24 de Abril, fez-se com o Grupo de Fados da TUA.



A primeira tuna a concurso neste segundo dia esteve a Tuna de Derecho de Santiago de Compostela. Com cerca de 17 elemento em palco interpretaram temas bastantes animados e cheios de ritmos latinos bem como algumas baladas, de entre os quais "Como Pajaros en el Aire".



Seguiu-se a actuação da anTUNiA – Tuna de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa. Com cerca de 33 elementos em palco fizeram a sua entrada com "E Depois do Adeus" e "Grândola Vila Morena". Seguiram com um tema de solista "Senhora do Mar" seguido do seu conhecido tema "Sancho Pança" onde se destacaram a prestação das suas pandeiretas, e com o seu um instrumental de Mozart "Eine Kleine Nachtmusik". Prosseguiu com um tema de Mafalda Arnauth "Meus Lindos Olhos" onde se destacou a prestação do seu solista, terminando a sua actuação com um tema cheio de ritmos latinos "Lágrimas Negras".



De seguida actuou a Tuna Académica de Lisboa. Com cerca de 37 elementos em palco iniciaram a sua actuação com um tema dedicado a Lisboa seguido de “Coro da Primavera” de Zeca Afonso. Prosseguiram com “Maria, vida fria” e com o seu instrumental onde se destaca a prestação do seu porta-estandarte. Seguiu com “Sol de Inverno” e com a "Marcha do Bairro Alto". Terminaram a sua actuação com uma bonita homenagem à cidade de Aveiro, e à tuna da casa "Oh Meu Aveiro".



Depois de um curto intervalo subiu a palco a Tuna Universitária do Porto. com cerca de 38 elementos em palco, iniciaram a sua actuação com "Timor" seguido de "A Dom Rosa Toledo". Prosseguiu com o seu instrumental "Libertango" onde se destacou a prestação do seu porta-estandarte. Seguiu com os conhecido temas "Nasci, Sonhei, Cresci e Amei" e "Manha de Carnaval" onde se destacaram a prestação dos seus solistas. Terminaram a sua actuação com "Madalena" seguido das "Carvoeiras".



Seguiu-se a concurso a Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico. Com cerca de 37 elementos iniciaram a sua actuação com uma canção napolitana "Core N'grato" seguida do seu original "Vontade de Ser" onde se destacaram a prestação das suas pandeiretas. Prosseguiu o seu instrumental “Sta. Morena” seguido de um medley, que em jeito de homenagem foi baptizado de "Reviver" com os temas "Amélia dos olhos Doces", "Foi Deus", "Lágrima" e "Povo que Lavas no Rio" onde se destacou a prestação dos seus solistas. Finalizou a sua actuação com a sua "Marcha do Centenário".



A terminar em grande este festival, subiu novamente a palco a tuna da casa, Tuna Universitária de Aveiro. Cheios de animação e um grande espírito académico iniciaram a sua actuação com o seu "Mix de Zeca Afonso" seguida do seu instrumental “Alavarium” seguido de “La Malageña” onde se destacou a brilhante interpretação do seu solista. Depois da entrega dos prémios e com uma multidão de pessoas em palco, terminaram a sua actuação com “Amor à Beira Mar”.




A apresentação do festival este a cargo do Jogralhos - Grupo de Jograis da Universitários do Minho. A animação foi constante, bem como a sátira social, do Sócrates, ao Magalhães ninguém escapou.

No fim ficam os resultados:
Melhor Bandeira: Tuna Académica de Lisboa
Melhor Pandeireta: Antunia
Melhor Solista: TUIST
Melhor Instrumental: Tuna Universitária do Porto
3ª Melhor Tuna: Antunia
2ª Melhor Tuna: TUIST
Tuna Mais Tuna: Tuna Universitária do Minho
Grande Prémio XX FITUA: Tuna Universitária do Porto

A noite foi longa, continuando noite dentro pela Praça do Peixe. Cada vez mais tenho a certeza que os festivais de tunas não são competições, são um local comum de encontro e reencontro de amigos. O espírito que se sentia era fantástico, cheio de alegria, tradição e espírito académico aliado ao mais nobre espírito tunante.
Obrigado à TUA, nomeadamente ao Panzer, pelo convite e pelo fantástico acolhimento!
Muitos parabéns, e claro, até para o ano!

Por:
Carolina & Gabi

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Feliz Aniversário...

Para a nossa GABI aqui vai uma beijoka grande e votos de um Feliz Aniversário...

E como até sei que ela gosta, para ela aqui fica, "Amélia dos Olhos Doces", pela TUIST.

IV GRISTOLÂNDIA...

Local: Auditório Magno do ISEP, Porto
Data: 23 de Abril
Grupo Anfitrião: Gristo

Com início previsto para as 21h, no Auditório Magno do ISEP, neste encontro vamos contar com a participação e actuações de:

Cantuna -Tuna Feminina da ESE
Dentuna - Tuna de Medicina Dentária
eCOROmia - Coro da Faculdade de Economia
Tuna ESEP - Tuna Masculina da ESE

Grupo da casa:
Gristo Académico

Seguindo-se com festa a celebrar o 8º Aniversário do Gristo (com bebidas a preços académicos)!

O preço dos bilhetes varia entre 2€ para estudantes e 2€50 para não estudante. Os bilhetes encontram-se à venda com os elementos do Gristo e também na entrada do espectáculo, na sexta-feira.

terça-feira, 20 de abril de 2010

III Letras Sentidas, o rescaldo...

Foi com muito gosto que, a convite da Tuna Feminina da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, estive presente em mais um fantástico Letras Sentidas, desta feita pela sua terceira edição, onde a grande vencedora foi a Tuna Feminina de Economia do Porto.

A tarde começou com um Porto de Honra na Faculdade de Letras onde apesar da chuva, o ambiente de festa que se sentia em breve nos fez esquecer o tempo. Depois do jantar na cantina, as tunas seguiram para o local do espectáculo, o Estúdio 400, na Foz do Porto.


A CUCA – Cancioneiro Universitário do Campo Alegre, tuna masculina da casa, abriu o espectáculo com uma interpretação de “Tourada” seguido do tema “Menina Azul”. Prosseguiu a sua actuação com “Alfama”, ah solista!, seguido do tema “Ronda das mafarricas”, terminando a sua actuação com o seu hino “Baptismo”.



A primeira tuna a concurso foi a Tuna Feminina de Economia do Porto. Iniciou a sua actuação com o seu instrumental seguido do tema “Os Versos que eu te fiz” onde se destacou a prestação dos seus porta-estandartes. Prosseguiu com o seu tema de solista e com os conhecidos temas “Senhor Vinho” e “Vinho do Porto”, onde se destacaram as suas pandeiretas.



Seguiu-se a Tuna Feminina do ISCAP. Iniciou a sua actuação com uma interpretação do tema “Tiro ao Álvaro” seguido do tema “O que foi que Aconteceu”, onde se destacou a interpretação da sua solista. Prosseguiu com o seu instrumental seguido do tema “A moda das tranças pretas” onde se destacou a prestação das suas pandeiretas, terminando a sua actuação com o tema “Amor, Dá-me Lume”.



Depois de um curto intervalo, seguiu-se a actuação Tuna Feminina de Medicina do Porto. Iniciaram a sua actuação com “Lendamendeu” seguido de “Porto de Histórias ”e o seu original “Para ti”. Prosseguiram com o seu instrumental, o conhecido tema de Astor Piazzolla, “Libertango”. Seguiram, com mais um original “A última queima” terminado a sua actuação com “Mais um amor”.



Seguiu-se a Tuna Feminina de Enfermagem do Porto. A sua actuação começou com um hino à cidade invicta "Recado ao Porto”. Prosseguiu com a sua versão de “Todas as ruas do Amor” seguido do seu instrumental, retirado da banda sonora do “Le fabuleux destin d'Amélie Poulain” onde se destacaram as pandeiretas. Em seguida interpretou “Sonho meu", e “tomo conta desta tua casa” onde se destacou a prestação da sua porta-estandarte, terminando a sua actuação com o seu original Noites em Tuna”.



Para terminar esta grande espectáculo, subiu a palco a tuna da casa, a Tuna Feminina da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Iniciou o seu espectáculo com os seus originais “O Rio, a Ribeira, a Margem” seguido de “Serenata ao Douro”. Prosseguiu com o seu instrumental “Holiday in Rio” e o seu hino “Serenatas a Ninguém”.






No fim o júri decidiu...

Melhor Solista: Tuna Feminina ISCAP
Melhor Instrumental: Tuna Feminina Economia
Melhor Estandarte: Tuna Feminina Enfermagem
Melhor Pandeireta: Tuna Feminina Medicina
Melhor Claque: Tuna Feminina Enfermagem
Melhor Apresentação:Tuna Feminina Economia
Tuna Mais Tuna: Tuna Feminina Medicina
Melhor Tuna: Tuna Feminina Economia

A noite era de festa... as tunas rumaram após o festival, ao bar Quando Quando, prolongando-se a festa madrugada dentro!!! Muito Obrigada à Tuna Feminina de Letras pelo convite, pela recepção, pela atenção constante e por todo o carinho com que sempre nos recebem.

Muitos Parabéns por mais um Magnífico Festival.

terça-feira, 13 de abril de 2010

III Letras Sentidas...


Local: Estúdio 400 na Foz, Porto
Data: 17 de Abril
Tuna Anfitriã: Tuna Feminina da Faculdade de Letras da UP


XVI Festival de Tunas Feminas do ISEP...

Local: Teatro Sá da Bandeira, Porto
Data: 15 e 16 de Abril
Tuna Anfitriã: Tuna Feminina do ISEP
Programa:
DIA 15 DE ABRIL
18h- Recepção as Tunas
19h- Porto de Honra (ISEP) e posterior reunião de Magisters
20:30h – Jantar na cantina do ISEP
22:00h – Festa na Sala de Convívio da aeISEP (ISEP),
onde decorrerá um concurso de Karaoke!
00:00h- A Festa continua!


DIA 16 DE ABRIL
19:00h – Jantar na Cantina do ISEP
20:00h – Transporte do ISEP para o Teatro Sá da Bandeira
21:15h – Início do Festival
01:00h – Início da Festa no Teatro Sá da Bandeira
02:00h – 1º Transporte do Teatro Sá da Bandeira para o ISEP
04:30h – 2º Transporte do Teatro Sá da Bandeira para o ISEP


TUNAS A CONCURSO:
- Tuna Feminina de Medicina do Porto
- Tuna Feminina da Universidade Católica do Porto
- Tuna Feminina da Faculdade de Ecónomia da Universidade do Porto
- Tuna Feminina da Faculdade de Psicologia e Ciência da Educação da Universidade do Porto - "ATITUNA"


TUNAS EXTRA CONCURSO:
- Tuna Feminina do ISEP
- Tuna Académica do ISEP


GRUPOS CONVIDADOS:
- Grupo de Serenatas do ISEP – “INVICTUS TROVADORUM”
- Grupo de Fados do ISEP



segunda-feira, 12 de abril de 2010

VIIII FESTUBI, o rescaldo...

A pedido dos amigos da DESERTUNA aqui fica o registo...


"Nos dias 9 e 10 de Março decorreu na bela Covilhã, cidade-neve, o Festubi , organizado pela Desertuna - Tuna Masculina da Universidade da Beira Interior.

Na sexta-feira decorreram as serenatas no Teatro Cine e uma noite bastante divertida no Buffalo’s Bar.

No sábado, após um almoço regado de cansaço, iniciou-se o pasacalles pelas ruas da Covilhã.
O espectáculo começou por volta das 21.30 no Teatro Cine da Covilhã, com uma excelente qualidade de som e um público bastante caloroso.

A apresentação esteve a cargo de um desertuno honorário - Pedro Neves (á semelhança dos anos anteriores), em jeito de “stand up comedy”. Trouxe-nos a Rosette (segundo a própria, a 1ª mulher na vida de grande parte dos desertunos), e ainda um “merdley” de música tradicional portuguesa, em inglês, da qual se destaca a famosa versão do “Saudad” cantado pela Cesária Évora e Bonga, dedicado ao José Castelo Branco (“I miss… I miss… I misss tê rátinha e nã tê piss…”).

O espectáculo começou com a actuação dos padrinhos das Desertuna – A Copituna D’Oppidana – Tuna Académica da Guarda, que começando e acabando com “A morte saiu à rua”, nos brindaram com temas como “Play-back”, “Saudade”, “Barco vai de saída” e a famosa “Menina Caloira” que contou com um coro fantástico por parte do público.

Subiu a palco a primeira tuna a concurso – Infantuna Cidade de Viseu com os seus excelentes arranjos vocais dos vários temas ouvidos (na sua maioria originais). Entre eles, o “Navegamos a cantar”, as “Águas do Dão”, “Lua e ciúme”, “Balada para um louco” de Astor Piazzola, a bela “Viseu Menina” e o ex-líbris “Indo eu a caminho de Viseu”.

A TAFEP – Tuna Académica da Faculdade de Economia do Porto trouxe-nos o espectáculo seguinte, com temas como “Desconfiado” “O pastor” do Madredeus, “Hino de Economia” e um medley de temas populares como “Boa Nova”e o “Fado do Estudante”. Actuação com bastante alegria e um belo show de pandeiretas.

Seguiu-se a Transmontuna- Tuna Universitária de Trás-os-montes e Alto Douro, com o seu “azuuuuuul e amarelo”. Abriu com o instrumental original bastante animado “Festa Ibérica”, seguindo com temas como a “Chuva”, de Mariza, e a estreia do original “Entre Montes”. O público ficou maravilhado com a magnífica voz do Gaiato em “Muñequita linda”, deveras arrepiante!

A última tuna a concurso foi a Hinoportuna – Tuna Académica do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, numa actuação dedicada a grandes nomes da música portuguesa, com muita boa prestação de pandeiretas e estandartes. Apresentaram os “Cantares do Maio”, a “Sete mulheres do Minho”, “Maio, maduro Maio” e um fantástico instrumental muito bem executado, que inclui temas de Zeca Afonso e Júlio Pereira, intitulado “Duetos”.

Os anfitriões subiram a palco com grande aplauso por parte do público. Por entre as suas fileiras contaram com a presença de muitos antigos tunos e com a sua alegria característica. Iniciaram o espectáculo de originais, com um excelente show de pandeiretas e os famosos temas “Tuninho” e “Covilhã”. Apresentaram ainda a sua “odisseia”, uma peça dedicada aos descobrimentos, desdobrada em 4 músicas extremamente poderosas - “Praia Lusitana”, “A nau e o sonho”, “Adamastor” e “Chegada à Índia”.

Após os devidos agradecimentos, foi feita a entrega de prémios:

Melhor Tuna: TAFEP
Tuna mais Tuna: TAFEP
Melhor Pasacalles: Transmontuna
Melhor solista: Transmontuna
Melhor Instrumental: Hinoportuna
Melhor Estandarte: Hinoportuna
Melhor Pandeireta: TAFEP
Melhor Serenata: TAFEP
Tuno mais “Tuninho”: Santo (da Transmontuna).

E porque este foi o último dia da Semana Académica da Covilhã, a festa terminou precisamente no recinto desta, ao som do didgeridoo e da percussão.

No domingo após um curta noite de sono, os tunos juntaram-se no almoço que decorreu na associação CCD Leões da Floresta , com muita música e boa disposição à mistura.

Parabéns Desertuna pela fantástica organização do Festival, onde não faltou nada. Foram 3 dias muito divertidos. Que venham mais festivais de tunas com a qualidade do Festubi, em todos os sentidos!

Para o ano lá estaremos novamente!"

Por Catarina Santos

quarta-feira, 7 de abril de 2010

XX FITUA...

Local: Teatro Aveirense, Aveiro
Data: 23 e 24 de Abril
Tuna Anfitriã: Tuna Unversitária de Aveiro

Este ano a TUA apresenta a vigésima edição do seu Festival - FITUA. Uma data marcante será celebrada de 19 a 25 de Abril com diversas actividades, desde a sua apresentação oficial, até ao culminar de dois dias de espectaculo, voltando à sua casa o Teatro Aveirense.

A organização do FITUA, já considerado actividade cultural do ano, ganhou o seu espaço no calendário nacional de eventos culturais devido, não só, à qualidade dos seus intervenientes, como também à organização do próprio evento, principalmente no que concerne à recepção dos seus convidados e participantes.

Acarinhado pelos habitantes da cidade e pela academia, o FITUA é reconhecidamente um dos ex-libris culturais de Aveiro, tanto pela música e pelo espectáculo, como pela animação, cor e alegria que se fazem sentir nas ruas de Aveiro com a presença das tunas portuguesas, espanholas e sul-americanas.

Desde sempre que a Tuna Universitária de Aveiro se tem pautado pela arte de bem receber os tunos, júri e convidados, proporcionando-lhes a oportunidade, não só, de participarem num grande festival de tunas, como também a de desfrutarem de dois dias de festa e das lindas vistas da nossa cidade. Talvez a isso se deve um pouco do sucesso deste festival, pois todos os anos nos deparamos com uma autêntica romaria de tunos e espectadores em direcção a Aveiro por alturas do FITUA, facto que levoua Região de Turismo Rota da Luz a considerar este festival como “Evento de Interesse Turístico Regional” na sua XI edição. No passado ano de 2009 foi integrado nas comemorações oficiais dos 250 Anos da Elevação de Aveiro a Cidade.

A Tuna Universitária de Aveiro tem a seu cargo a organização deste festival, e é com muito orgulho que pode dizer que este se encontra entre um dos melhores do seu género. Em média 10 tunas deslocam-se até à nossa cidade, para encher uma sala com 800 pessoas durante 2 dias seguidos. São 8 horas de espectáculo, com 300 tunos, de 9 academias.

Aveiro vai ficar em FESTA!!!!


Tunas a Concurso:
Azeituna - Tuna de Ciências da Universidade do Minho
anTUNiA - Tuna de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa
TUM - Tuna Universitária do Minho
TUP - Tuna Universitária do Porto
TAL - Tuna Académica de Lisboa
T.U.I.S.T. - Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico
Copituna d'Oppidana - Tuna Académica da Guarda
Tuna de Derecho de Santiago de Compostela

Extra Concurso:
TFAAUAv – Tuna Feminina da Associação de Estudantes da Universidade de Aveiro
GFTUA – Grupo de Fados da Tuna Universitária de Aveiro
TUA – Tuna Universitária de Aveiro

Apresentação:
Jogralhos - Grupo de Jograis Universitários do Minho



Mais informações: