domingo, 25 de outubro de 2009

VII TERRAS DE CANTE, o rescaldo...

Foi nos dias 23 e 24 de Outubro que decorreu a VII edição do "Terras de Cante" – Festival Internacional de Tunas Universitárias da Cidade de Beja. A EUL – Estudantina Universitária de Lisboa, foi a grande vencedora deste fim-de-semana Beja! Foi sem dúvida um grande festival, não só pelas tunas presentes, mas por todos os amigos e tunos que se deslocaram a Beja para o convívio que um festival deste cariz proporciona.

Na sexta-feira, após a recepção das tunas, o jantar ocorreu no Restaurante Marisqueira Marisbeja‎. O clima era de festa e muita animação predizendo um “cheirinho” do que seria um grande fim-de-semana. A festa entrou pela noite dentro pela discoteca KARAS.


O acordar foi difícil, depois de umas poucas horas de sono… Depois de um belo repasto no Clube de Ténis, teve lugar o Passa-calles por entre a Rural Beja, bastante animado e divertido, permitindo o contacto com a população.



O início do festival começou com a actuação da Tuna Feminina Universitária de Beja. Com cerca de 24 elementos em palco, iniciaram a sua actuação com uma moda alentejana à capela, “Maria Campaniça” onde se destacou o excelente arranjo de vozes. Seguiu-se com “Feira de Castro”, um Medley de músicas tradicionais alentejanas terminado com “Riancheira”.



A primeira tuna a actuar foi a Copituna d´Oppidana – Tuna Académica da Guarda. Foi um espectáculo bastante coerente e animado. Com cerca de 27 elementos em palco, iniciaram a sua actuação com a leitura do poema "A Morte Saiu à Rua", prosseguindo com o seu instrumental original, “Domingo à Tarde” onde se destacaram os seus estandartes. Seguiu com o seu original “Guitarra de Ilusões” onde se destacou o seu solista, e com os seus conhecido temas “Menina Caloira” e "Capa ao Ombro", terminando com uma nobre homenagem a Carlos Paião, “Reviver Carlos”, com temas como “Lobo do Mar”, “Pó de Arroz” e “Playback”.



Seguiu-se a actuação da Imperial Neptuna Académica – Tuna da Cidade da Figueira da Foz. Com cerca de 18 elementos em palco, deleitaram os presentes com uma actuação bastante animada e muito ritmada. Iniciaram com “Olá Beja” seguido clássico de António Variações “Estou além” onde se destacou a prestação do seu porta-estandarte. Seguiu-se com o seu instrumental e com o seu original “Louco Desejo”, uma linda serenata dedicada a todas as mulheres. Terminou a sua actuação com o seu animado “Mix Figueirense” com todo o auditório ao rubro.



A terceira tuna actuar veio da nobre cidade invicta, a Tuna do Distrito Universitário do Porto. Com cerca de 18 elementos em palco, iniciou a sua actuação com o seu original “Meu Porto sem Par” e “Mariposita” onde se destacou a prestação dos seus pandeiretas. Prosseguiu com o animado tema “Raparigas Belas” e “Aquella Tarde” onde se destacou o seu solista. Terminou com o conhecido tema “Casa Portuguesa”.

video


A terminar o rol de actuação de tunas a concurso, esteve a Estudantina Universitária de Lisboa. Com cerca de 19 elementos em palco, iniciou o seu espectáculo com um excelente arranjo e interpretação vocal do tema “Amor a Portugal”. Seguiu com o instrumental entronizado por Júlio Pereira, “Bandolinata” e com uma adaptação do bonito tema de Ary dos Santos “Toirada”. Prosseguiu com uma adaptação do “Fado Português", onde se destacou a interpretação do seu solista, terminando a sua actuação com o tema “Sinos da Sé”.



Por fim subiu a palco a tuna da casa, a Tuna Universitária de Beja. Com cerca de 22 elementos em palco, iniciaram a sua actuação com “Meu Alentejo”, seguido do conhecido tema “El Talismã”. Seguiu-se com “Serenata” terminando com a sua actuação com “Piel Canela” .



video



No fim o júri decidiu…

Tuna + Tuna: Estudantina Universitária de Lisboa
Melhor Passa-calles: Imperial Neptuna da Figueira da Foz

Melhor Pandeireta: Tuna do Distrito Universitário do Porto
Melhor Porta-estandarte: Copituna - Tuna Académica da Guarda
Melhor Solista: Estudantina Universitária de Lisboa
Melhor Serenata: Tuna do Distrito Universitário do Porto
Melhor Instrumental: Estudantina Universitária de Lisboa

2º melhor Tuna: Tuna do Distrito Universitário do Porto
Melhor Tuna: Estudantina Universitária de Lisboa

A noite foi longa, continuando noite dentro pelas ruas de Beja, nomeadamente pelo RITUAL e pelo KARAS. Cada vez mais tenho a certeza que os festivais de tunas não são competições, são um local comum de encontro e reencontro de amigos. O espírito que se sentia era fantástico, cheio de alegria, tradição e espírito académico aliado ao mais nobre espírito tunante. Muitos parabéns TUB, e claro, até para o ano!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

IV Scientiphicvs...

Local: Teatro Sá da Bandeira, Porto
Data: 30 e 31 de Outubro de 2009
Tunas Anfitriãs: Tunas de Ciência do Porto

A Tuna Feminina de Ciências do Porto (Cientuna) e a Tuna De Ciências do Porto (Javardémica) vão realizar nos dias 30 e 31 de Outubro de 2009, no Teatro Sá da Bandeira o IV Scientiphicvs - Festival de Tunas de Ciências.

O Festival vai consistir em dois dias, sendo o primeiro, sexta - feira dia 30 de Outubro, Festival de Tunas Masculinas, e o segundo dia sexta-feira dia 31 de Outubro Festival de Tunas Femininas. No Programa consta ainda no segundo dia de uma Festa de Halloween no Teatro Sá da Bandeira.

As Tunas a Concurso serão

Dia 30 de Outubro (21h:00h) Festival de Tunas Masculinas
- Tuna de Veteranos de La Corunhã
- TAFEP - Tuna Académica da Faculdade de Economia do Porto
- Grupo Académico Seistetos (Évora)
- Tuna Académica da Universidade Portucalense
- In Vinus Tuna (Mirandela)


Dia 31 de Outubro (21:00h): Festival de Tunas Femininas
- Atituna - Tunas da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto
- Lusitana - Tuna Feminina da Universidade Lusíada de Lisboa
- TFEP - Tuna Feminina da Faculdade de Economia do Porto
- TAFIPCB - Tuna Académica Feminina do Instituto Politécnico de Castelo Branco
- Tuna Feminina de Enfermagem do Porto-
- Tun'Obebes - Tuna Feminina de Engenharia da Universidade do Minho


XIII Noites de Serenatas...

Local: Centro Cultural e de Congressos de Aveiro
Data: 6 e 7 Novembro de 2009
Tuna Anfitriã: Tuna Feminina da Associação Académica da Universidade de Aveiro


Nos dias 6 e 7 de Novembro, Aveiro volta a receber algumas das melhores tunas femininas do país para cantar e encantar com os seus belos fados e as suas românticas serenatas na 13ª edição da Noite de Serenatas Femininas. Organizada pela Tuna Feminina da Associação Académica da UA, a iniciativa conta, este ano, com uma Noite de Fados, no auditório do Museu Marítimo de Ílhavo, e com uma Noite de Serenatas, no auditório do Centro Cultural e de Congressos de Aveiro.

O evento tem início no dia 6 de Novembro, às 21h30, no Auditório do Museu Marítimo de Ílhavo, com uma Noite de Fados, que colocará a concurso as cinco tunas convidadas. O espectáculo, de entrada gratuita, será abrilhantado também por fadistas das tunas extra-concurso e da tuna organizadora do evento e encerrado com a actuação da Tuna Real Tunel Académico de Viseu.

No segundo dia, 7 de Novembro, tem lugar a Noite de Serenatas Femininas. A partir das 21h00, sobem ao palco do auditório do Centro Cultural e de Congressos de Aveiro as cinco tunas femininas convidadas para mostrar as suas qualidades musicais e tentar conquistar os prémios de Melhor Tuna, Tuna mais Tuna, Melhor Fadista, Melhor porta-estandarte, Melhor Pandeireta, Melhor Solista, Melhor Serenata e Melhor Instrumental.

Aveiro recebe nesta edição

- Gatuna – Tuna Feminina da Universidade do Minho (Braga)
- Atituna – Tuna Feminina de Psicologia e de Ciências da Educação Universidade do Porto
- TunaMaria - Tuna Feminina da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa
- Tuna Feminina do ISEL - Tuna Feminina do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
- Tuna Feminina da U.C.P – Tuna Feminina da Universidade Catolica do Porto

O espectáculo contará, ainda, com a participação extra-concurso da Magna Tuna Cartola, dos Jograis do Orfeao Universitario do Porto (Apresentação) e da Tuna Feminina da Associação Académica da Universidade de Aveiro (Organização).

Os bilhetes para a Noite de Serenatas, a 1,5 euros, para estudantes, e a 2 euros, para não estudantes, podem ser adquiridas no Centro Comercial Glicínias, no Front desk da AAUAv, e no Centro Cultural e de Congressos de Aveiro.


Programa:
Sexta, 6 de Novembro
22h00 - Inicio da Noite de Fados no Centro Cultural de Ilhavo
00h15 - Actuação da Real Túnel Académico de Viseu
01h00 – Festa na Praça do Peixe, contando com a animação de todas as tunas com o fim de levarmos a alegria de ser TUNA à nossa Cidade.

Sábado, 7 de Novembro
14h00 – Inicio do Passa Calles no Centro Comercial Glicínias
21h00 – Início do Festival no Centro Cultural e de Congressos de Aveiro
02h30 - Festa no espaço do CCCA





Contactos:
TFAAUAv – Tuna Feminina da Associação Académica da Universidade de Aveiro
Morada: Associação Académica da Universidade de Aveiro, Campus Universitário de Santiago, 3800 Aveiro
E-mail: tfeminina@aauav.pt

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

6.º Ent...

Local: Castelo Branco
Data: 16, 17 e 18 de Novembro de 2009
Tuna Afitriã: Estudantina Académica de Castelo Branco

VII TERRAS DE CANTE...

Local: Beja, Parque de Feiras e Exposições
Data: 24/10/2009
Tuna Anfitriã: Tuna Universitária de Beja


Uma vez mais e pelo 7º ano consecutivo, a Tuna Universitária de Beja organiza o "Terras de Cante" - Festival Internacional de Tunas Universitárias da Cidade de Beja .

Nesta edição de 2009, a TUB integra o seu Festival na Rural Beja '09, que se irá realizar nos dias 23 e 24 de Outubro, Sexta-Feira e Sábado, respectivamente.

Como é seu apanágio, a Tuna Universitária de Beja reserva inúmeras surpresas para si, num fim-de-semana que prometemos ser inesquecível!

Programa:
Sexta-Feira 23/10
18:00h - Chegada das Tunas / Recepção Oficial no Tavernas Bar.
19:00h – Jantar (Local a designar)
00:00h – Início da Festa do VII “Terras de Cante”

Sábado 24/10
12:30h – 14:30h – Almoço das Tunas
14:30h – Chegada das Tunas ao recinto da Rural Beja
15:00h – 16:00h – Pasacalles (Rural Bio, Beja Sénior e ViniPax)
16:30h – Recepção institucional do VII “Terras de Cante”, pelo Exmo. Sr. Presidente da C.M.B. / Beberete com vinhos regionais.
17:30h – Início do Sound Check (Palco Rural Beja)
18:30h – Transporte para o Jantar
19:00h – Jantar das Tunas
21:00h – Início do VII “Terras de Cante”
01:00h – Início da Festa do VII “Terras de Cante”.


A concurso estarão:
- Estudantina Universitária de Lisboa
- Copituna - Tuna Académica da Guarda
- Imperial Neptuna da Figueira da Foz
- Tuna do Distrito Universitário do Porto
- Tuna de Biologia de Sevillha - (ESP)

Extra concurso:
- Tuna Feminina Universitária de Beja

Tuna Organizadora:
- Tuna Universitária de Beja


Mais informações em:
www.terrasdecante.com
/

domingo, 11 de outubro de 2009

XIX FESTUNA, o rescaldo...

Foi no passado dia 10 de Outubro, que a Estudantina Universitária de Coimbra levou ao palco do Teatro Académico de Gil Vicente, mais uma das grandes tradição da cidade do Mondego, o XIX FESTUNA - Festival Internacional de Tunas de Coimbra.

A EUL – Estudantina Universitária de Lisboa, foi a grande vencedora deste fim-de-semana por terras coimbrãs!

A festa começou logo na véspera, quando nos jardins da Associação Académica de Coimbra os grupos da Secção de Fado da Associação Académica de Coimbra se reuniram para dar início às comemorações do XIX FESTUNA. No do festival, o Teatro Académico Gil Vicente estava, segundo a organização, pelo segundo ano consecutivo, completamente lotado.

A primeira tuna a actuar foi a Copituna d´Oppidana - Tuna Académica da Guarda. Foi um espectáculo bastante coerente e animado. Com cerca de 26 elementos em palco, iniciando a sua actuação com a leitura do poema "Perdidamente", de Florbela Espanca seguido do seu original “Guitarra de Ilusões”. Prosseguiu com o seu instrumental, também original, “Domingo à Tarde” onde se destacaram os seus estandartes e com os seus conhecido temas “Menina Caloira” e "Capa ao Ombro" terminando com uma nobre homenagem a Carlos Paião, “Reviver Carlos”, com temas como “Lobo do Mar”, “Pó de Arroz” e “Playback”. Finalizaram a sua actuação com o seu Grito Académico saindo de palco com a música da EUC, "Assim mesmo é que é".



De seguida, de terra de noustro irmanos, a Tuna do Distrito Universitário de Granada. Com cerca de 17 elementos em palco, iniciou a sua actuação com um passo doble “Granada”, seguindo de um bonito bolero “Se nos deixam”. Prosseguiu com um medley de temas bolivianos seguido de “Por amor”, com uma excelente interpretação do seu solista. Terminou a sua actuação com uma canção popular espanhola “Bailado”.

Seguiu-se a actuação da TUIST - Tuna
Universitária do Instituto Superior Técnico de Lisboa. Com cerca de 25 elementos em palco, iniciaram a sua actuação com uma adaptação de "Povo que lavas no rio", com uma excelente prestação do seu solista a levar ao rubro todo o auditório. Prosseguiu com o original "Vontade de Ser", com destaque para os seus pandeiretas, seguido do seu o instrumental “Sta. Morena”, Prossegui com outro seu original "Se um dia não houver luar", terminando o seu espectáculo com a “Marcha do Centenário”.



video



Depois de um curto intervalo, subiu a palco a TUA - Tuna Universitária de Aveiro. Com cerca de 24 elementos em palco, cheios de animação e um grande espírito académico iniciaram a sua actuação o seu medley de músicas do Zeca Afonso, com temas com “Índios da Meia Praia”, “Venham mais Cinco”, “O que faz falta”, “Grândola Vila Morena”, “O Homem da Gaita” e “Traz outro amigo também”. Prosseguiram com o seu novo instrumental, “Alavarium”, seguido de “La Malageña” onde se destacou a brilhante interpretação do seu solista, terminando a sua actuação com o animado tema “Amor à Beira Mar”.



video



A terminar o rol de actuação de tunas a concurso, esteve a EUL - Estudantina Universitária de Lisboa. Com cerca de 25 elementos em palco, iniciou o seu espectáculo com um excelente arranjo e interpretação vocal do tema “Amor a Portugal”. Seguiu com o instrumental entronizado por Júlio Pereira, “Bandolinata” e com uma adaptação do bonito tema de Ary dos Santos “Toirada”. Prosseguiu com uma adaptação do “Fado Português", onde se destacou a interpretação do seu solista, terminando a sua actuação com o tema “Sinos da Sé”.



Por fim subiu a palco a tuna da casa, a Estudantina Universitária de Coimbra, iniciando a sua actuação com uma homenagem às raízes da Estudantina, tocando o conhecido tema “Traçadinho”, seguindo-se com o seu instrumental “O Palheiro”. Prosseguiu com o tema “Serenata ao Mondego” seguido de uma adaptação do tema de Zeca Afonso “Ronda das Mafarricas” e de uma adaptação de uma música tradicional portuguesa “Cirandeiro”. Já com os “antigos estudantinos” em palco espectáculo prosseguiu com os seus conhecidos temas “Rapariga”, “Dedicação” e “Coimbra”, terminado com o seu conhecido e animado FRA seguido de “Lafões”.




No fim o júri deliberou:

Melhor arranjo vocal: Estudantina Universitária de Lisboa
Melhor desempenho istrumental: Tuna Universitária de Aveiro

Melhor Pandeireta: Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico
Melhor Porta-estandarte/bandeira: Copituna
Melhor Solista: Estudantina Universitária de Lisboa
Tuna Simpatia: Tuna Do Distrito de Granada

3º melhor Tuna: Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico
2º melhor Tuna: Tuna Universitária de Aveiro
Melhor Tuna: Estudantina Universitária de Lisboa


"Coimbra das canções,
Tão meiga que nos pões
Os nossos corações
A nu.
Coimbra dos doutores,
P'ra nós os teus cantores
A fonte dos amores
És tu..."


Obrigada Coimbra, e até para o ano....