quinta-feira, 30 de abril de 2009

VIII POLITUNAS


Local: Auditório dos Serviços Comuns do Instituto Politécnico de Beja
Data: 22 e 23 de Maio de 2009
Organização: Ma'ESTIG'ama Tuna



Na abertura das comemorações do seu 11º aniversário, a Ma'ESTIG'ama Tuna organiza a VIII edição do POLITUNAS - Festival Nacional de Tunas de Beja, nos dias 22 e 23 de Maio.

Como nas edições anteriores, a aposta será no salutar convívio e intercâmbio entre as tunas participantes que durante dois dias irão animar a cidade, defendendo e revelando as suas caracteristicas e qualidades culturais e musicais. Entre um copo de tinto, uma serenata, uma açorda, uma donzela "perdida" e encantada, no verde da planície ou na torre do castelo, o espirito académico e de confraternização estará sempre presente.

No rescaldo das festas da cidade de Beja, o POLITUNAS prossegue os festejos na tarde de 6ª feira com um "beberete" de recepção, que se prolonga até ao jantar. Pelas 22h00, vamos todos ao castelo: vão-se cantar serenatas.

Durante a tarde de sábado, o centro da cidade enche-se de animação e alegria com o desfile (pasacalles) das tunas participantes.

O espectáculo - ponto alto do Festival - tem início as 21h30 no Auditório dos Serviços Comuns do Instituto Politécnico de Beja.


A concurso:
- Tunídeos - Tuna Masculina da Universidade dos Açores (São Miguel)
- Versus Tuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve (Faro)
- TAFEP - Tuna Académica da Faculdade de Economia do Porto
- TMUC - Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra

Extra-concurso:
- TUB - Tuna Universitária de Beja
- FEMINIS FERVENTIS - Tuna Académica Feminina da Universidade do Algarve
- SEMPER TESUS - Tuna Académica da Escola Superior AGRÁRIA de Beja
- TUNA BEBES - Tuna Mista da E.S.G.H.T do Pólo de Portimão da Universidade do ALGARVE
- MA'ESTIG'AMA TUNA - Tuna Académica Masculina da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Beja (organização)


Bilhetes: 4 Euros


Contacto para Informações:
969810022
914072633

XIV Bocage...

Local: Auditório da Anunciada, Setúbal
Data: 8 e 9 de Maio de 2009
Tuna Organizadora: ESTuna, Tuna de Engenharia da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal

É com orgulho que a ESTuna, em co-organização com a Associação de Estudantes da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal, organiza desde 1996 o Festival Internacional de Tunas 'Bocage'.

Este Festival tem vindo ao longo das suas edições numa clara evolução, tornando-se numa actividade cultural e recreativa de destaque no Distrito de Setúbal bem como a nível nacional.

É objectivo da organização dinamizar este evento, no sentido de proporcionar à população de Setúbal um espectáculo onde estejam presentes algumas das melhores Tunas dos diferentes pólos Académicos e geográficos do nosso País e Estrangeiro.

Programa:
Sexta Feira, 8 de Maio

18:00 - Chegada das Tunas à Escola Superior de Tecnologia de Setúbal
19:00 - Jantar
21:00 - Abertura solene do XIV Festival Internacional de Tunas 'Bocage 2009'
Encontro de Tunas 'Cidade de Setúbal' na Rua Plácido Stichini (Avenida Luisa Todi)

Tunas participantes:
- Real Trovantuna de Setúbal - Tuna Feminina da Escola Superior de Ciencias Empresariais de Setúbal
- Tuna Sadina – Tuna Feminina da Escola Superior de Educação de Setúbal
- TunESTa - Tuna Feminina da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal
- SemperTunos - Tuna da Escola Superior de Saúde de Setúbal


01:00 - Festa pela noite dentro nos bares de Setúbal


Sábado, 9 de Maio
12:00 - Almoço.
14:00 - Passeio e prova de vinhos em Palmela
18:00 - CheckSound
19:00 - Jantar
21:00 - Festival Internacional de Tunas 'Bocage 2009', no Auditório da Anunciada

Tunas a Concurso:
- Real Tunel Académico - Tuna Universitária de Viseu
- Semper Tesus - Tuna Académica da Escola Superior Agrária de Beja
- Versus Tuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve
- Tuna de Derecho de Salamanca

Tunas Convidadas:
- Tuna Mística de Portugal
- Tuna da Escola Básica 2,3 da Aranguez


Tuna Anfitriã:
- ESTuna - Tuna da Engenharia da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal

01:00 - Continuação da Festa nos bares de Setúbal.

Mais informações em:
estuna@est.ips.pt
www.fitbocage.com

5º CITADÃO...

Local: Aula Magna do ISPV, Viseu
Data: 1 a 3 de Maio de 2009
Organização: TUNADÃO 1998


A TUNADÃO 1998 - Tuna do Instituto Superior Politécnico de Viseu, apresenta nos dias 01, 02 e 03 de Maio de 2009 o seu 5º CITADÃO - Certame Internacional de Tunas Académicas do Dão na Aula Magna do ISPV.

Tunas a concurso:
- Imperial Neptuna Académica
- Estudantina Académica do ISEL
- Hinoportuna - Tuna Académica do IPVC
- Afonsina - Tuna de Engenharia da Univ. Minho
- Tuna Templária do Instituto Politécnico de Tomar


Participação Especial:
- As Meninas e Senhoras da Beira
- Orfeão Académico de Viseu

Programa
1º Dia - 01 Maio
15h - Recepção ás Tunas
17h - Distribuição das Tunas pelo alojamento
9h30m - Jantar
21h30m - Noite de serenatas
00h - XXV Semana Académica de Viseu

2º Dia - 02 de Maio
13h - Almoço
16h - Passacalles
19h30m - Jantar
21h - Início do Festival
02h - Discoteca NB (Noite Biba)

3º Dia - 03 de Maio
13h - Almoço
15h - Despedida

Prémios a concurso:
- Melhor Tuna
- Tuna Mais Tuna (prémio Citadão)
- Melhor Serenata
- Melhor Pandeireta
- Melhor Porta-Estandarte
- Melhor Instrumental
- Melhor Solista
- Melhor Original
- Prémio Passacales (por ruelas e calçadas)


Entrada Gratuita!
O espectáculo será transmitido em directo nos dois dias no link mms://193.137.7.248/Tunadao.

III TUQUEI...

Local: Jardim da Sereia, Coimbra
Data: 1 e 2 de Maio de 2009
Organização: Fan-Farra Académica de Coimbra


Para este fim-de-semana está agendado o Festival Internacional de Tunas da Queima das Fitas de Coimbra (TUQUEI), no Jardim da Sereia, organizado pela Fan-Farra Académica de Coimbra. O festival começa na sexta dia de Maio com serenatas e prolonga-se até dia 2 com o festival propriamente dito.

Programa
Sexta 1 de Maio:
21:30 - Recepção das tunas das tunas convidadas frente à Capella largo nossa Sr.ª da Vitória , seguido de jantar volante (Porco no espeto).
23:30 - Serenata a concurso.

Sábado 2 de Maio:
13:00 - Almoço nas cantinas verdes dos SASUC
15:00 - Inicio do festival (Jardim da Sereia)
21:00 - Jantar

Tunas a concurso:
- Estudantina Universitária de Lisboa
- Tuna Académica da Universidade Fernando Pessoa
- Tuna Académica da Universidade de Évora
- Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra
- Imperialis Serenatum Tunix

domingo, 26 de abril de 2009

XIX FITUA, a reportagem...

Foi nos dias 24 e 25 de Abril que decorreu a XIX edição do FITUA – Festival Internacional de Tunas da Universidade de Aveiro.
A TUIST – Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico, foi a grande vencedora deste fim-de-semana em Aveiro!
Em 3 dias de Festival não faltam os Ovos Moles com Favaios, o cheiro a maresia, o pôr-do-sol na ria, a mítica praça do peixe...

O início do festival, da noite de 24 de Abril, começou com a actuação da Tuna Feminina da Associação Académica da Universidade de Aveiro. Com cerca de 24 elementos em palco, iniciaram a sua actuação com um original, o instrumental “Capa Negra” seguido de uma interpretação de conhecido tema “Siempre en mi Mente”. Prosseguiram com “Garça Perdida”, “Tradições”, “Chamateia”, uma música tradicional dos Açores e “Hoy” de Glória Estefan.



A primeira tuna a actuar foi a Copituna d´Oppidana - Tuna Académica da Guarda. Foi um espectáculo bastante coerente e animado. Com cerca de 34 elementos em palco, iniciando a sua actuação com um original, “Guitarra de Ilusões” seguida de uma compilação de temas dos Quinta do Bill, como “Se te amo” e “Quando eu era pequenino”. Prosseguiu com o seu instrumental “Domingo à Tarde” onde se destacaram os seus estandartes seguido de uma compilação de música portuguesa interpretaram, onde se destacaram as suas pandeiretas, com temas como “Saudade” de Luís Represas, “Cana Verde” de Fausto e o “Entrudo” de Zeca Afonso. Continuaram com os seus conhecido temas “Menina Caloira” e "Capa ao Ombro" terminando com uma homenagem a Calos Paião, “Reviver Carlos”, com temas como “Pó de Arroz” e “Playback”.



A segunda tuna a concurso foi a Estudantina Universitária de Coimbra. Com cerca de 35 elementos, iniciando a seu espectáculo entrando em palco ao som do seu original “Estudantina Passa” seguindo com o seu instrumental “O Palheiro” onde sem dúvida se destacou a destreza da guitarra portuguesa. Prosseguiram numa homenagem a Zeca Afonso com “Vampiros” e a “Ronda das Mafarricas” seguido do seu conhecido “Traçadinho”. Prosseguiram com uma interpretação de uma das mais famosas canções folclóricas italianas “Sole Mio” com uma excelente prestação do seu solista a arrebatar o público de todo o auditório, seguida de uma interpretação em jeitos de jazz de “Closer Walk”, terminado a sua actuação com o seu conhecido e animado F.R.A.



Depois de um curto intervalo, o festival prosseguiu com a actuação da Tuna Universitária do Minho. Com cerca de 33 elementos em palco, iniciaram a sua actuação com uma interpretação do conhecido tema de Rui Veloso “Xico Fininho” seguida de “Boémia” onde se destacaram as suas pandeiretas. Seguiram com “A fonte e o teu nome”, onde se destacou o seu porta estandarte. Prosseguiram com o seu instrumental “Trilhos Ciganos”, “O abraço acontece”, terminando com o “Adeus”.



De seguida, de terra de noustro irmanos, com cerca de 15 elementos, actuou a Tuna de La Universidad de Leon, interpretando temas como “Calles de León” e “Cantinero de Cuba” onde se salienta a grande qualidade vocal de todo o grupo. Nomeadamente dos seus solistas. Terminaram a sua actuação numa tentativa arrojada de vencer o prémio melhor pandeireta, com a música “Madrecita-Se vá” num momento muito divertido.



Para terminar em grande este primeiro dia de festival, subiu a palco, com cerca de 45 elementos, a tuna da casa - Tuna Universitária de Aveiro. Cheios de animação e um grande espírito académico iniciaram a sua actuação com “Aveiro de Estudantes” seguida do já conhecido “Barco de Aveiro” e "Debaixo dos caracóis dos teus cabelos". Prosseguiram com o seu medley de músicas do grande Zeca Afonso, com temas com “Índios da Meia Praia”, “Venham mais Cinco”, “O que faz falta”, “Grândola Vila Morena” entre outros. Terminaram a sua actuação com o tema “Nova Primavera”.



A festa continuou noite dentro pela mítica “Praça do Peixe” havendo ainda quem desse um pulinho pela “Semana do Enterro 2009” de Aveiro.


O segundo dia...

O acordar fez-se difícil... o almoço fez-se também na Praça do Peixe. Depois de um belo Porco no Espeto a chuva ainda assustou, mas nada desanimou as tunas e o espírito que ali se vivia antevendo um grande 2.º dia de festival.

O início do festival, da noite de 25 de Abril, fez-se com o recente Grupo de Fados da TUA. Iniciaram a sua actuação com “Canção” do saudoso Carlos Paredes, seguido de “Tenho barcos, tenho remos”, “Trova do vento que passa”, “Variações em Lá menor”e “Menino”. Prosseguiu com conhecida “Capa negra, rosa negra”, terminado com “Cantar de Emigração”.



A primeira tuna a concurso neste segundo dia de festival foi a Tuna de Engenharia da Universidade do Porto, com cerca de 44 elemento em palco. Iniciou a sua actuação com uma fantástica adaptação de "Carmina Burana" uma cantata composta por Carl Orff onde de destacou os seus porta estandartes. Seguiu-se com “A festa da vida” e o seu instrumental "Czardas" de Vittorio Monti, com uma excelente interpretação da sua percussão. Prosseguiu com "Maria Maria" de Elis Regina, com destaque para o seu solista, terminado com “Hoy” de Glória Estefan.



De seguida actuou a Tuna Académica de Lisboa. Com cerca de 42 elementos em palco iniciaram a sua actuação com um tema de Zeca Afonso, “Coro da Primavera” seguido de “Maria, vida fria” onde se destacou o seu solista. Prosseguiram com o seu instrumental onde se destaca a prestação do seu porta-estandarte seguindo de “Sol de Inverno”. Terminaram a sua actuação com uma bonita homenagem à cidade de Aveiro, e à tuna da casa, com um arranjo vocal de “Se eu fosse um barco de Aveiro”.



Depois de um curto intervalo seguiu-se a Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico. Com cerca de 35 elementos iniciaram a sua actuação com a sua versão de "Povo que lavas no rio", com uma excelente prestação do seu solista a levar ao rubro todo o auditório. Prosseguiu com o original "Vontade de Ser", com destaque para os seus pandeiretas, seguido de outro original "Se um dia não houver luar". Seguiu com o instrumental “Sta. Morena” e com o tema entronizado por Amália “Foi Deus” terminando o seu espectáculo com a “Marcha do Centenário”.



A última tuna a concurso foi a Infantuna Cidade de Viseu. Com cerca de 30 elementos iniciou a sua actuação com um original “Navegamos a Cantar” seguido do seu instrumental e de um medley “5 de seguida” que contou com temas como “Fado do Estudante”, “Quis saber quem sou”´, “Águas do Dão”, entre outros. De seguida interpretaram um tema “Balada para un loco” onde se destacou a expressividade e a excelente interpretação do solista terminaram com já conhecido arranjo do popular “Indo Eu”.



A terminar em grande este festival, subiu a palco a tuna da casa - Tuna Universitária de Aveiro. Cheios de animação e um grande espírito académico iniciaram a sua actuação com “Lenga lenga” seguida do seu instrumental “Silencio do Mar” seguido de “Malageña” onde se destacou a brilhante interpretação do seu solista. Prosseguiram com o seu medley de músicas do Zeca Afonso, com temas com “Índios da Meia Praia”, “Venham mais Cinco”, “O que faz falta”, “Grândola Vila Morena” entre outros, terminando com o animado tema “Amor à Beira Mar”.

video



A apresentação do festival este a cargo do Jogralhos - Grupo de Jograis da Universitários do Minho. A animação foi constante, bem como a sátira social, do Sócrates, ao Magalhães, passando pelo futebolista Pepe, ninguém escapou.




No fim o júri decidiu…

Melhor Estandarte: TEUP
Melhor Solista: Tuna de la Universidad de Leon
Melhor Pandeireta: TUIST
Melhor Instrumental: TAL

Tuna Mais Tuna: TUIST

3ª Melhor Tuna: Infantuna Cidade de Viseu
2ª Melhor Tuna: TAL

Grande Prémio XIX FITUA: TUIST



A noite foi longa, continuando noite dentro pela Praça do Peixe. Cada vez mais tenho a certeza que os festivais de tunas não são competições, são um local comum de encontro e reencontro de amigos. O espírito que se sentia era fantástico, cheio de alegria, tradição e espírito académico aliado ao mais nobre espírito tunante.
Obrigado à TUA, nomeadamente ao Panzer, pelo acolhimento e por tudo! Muitos parabéns, e claro, até para o ano!


"Sempre a sorrir, sempre a cantar, Aveiro é Sxpectacular..."


Tuna Académica de S. Bernardo

sexta-feira, 24 de abril de 2009

VII Festubi, a reportagem...

A pedido da Deseruna - Tuna Académica da Universidade da Covilhã, publicamos a reportagem do VII FESTUBI, realizado pela Catarina Santos, membro da Tuna Feminina Meninas e Senhoras da Beira - Viseu.

“Por entre algumas nuvens e uns raios de sol fugidios, mesmo na encosta da Serra da Estrela, na bela cidade da Covilhã, decorreu no passado fim-de-semana (17, 18 e 19 de Abril) o VII FESTUBI, organizado pela Desertuna – Tuna Académica da Universidade da Beira Interior.


O Festival iniciou na Sexta-feira com as apresentações das músicas para o concurso de melhor serenata. A abertura das serenatas ficou a cargo dos afilhados da Desertuna, a Tuna - Mus – Tuna Médica da Universidade da Beira Interior (Extra-concurso). Após o espectáculo decorrido no Teatro Cine, a festa continuou animada no Buffalu’s Bar, em pleno centro histórico da Cidade Neve.

Depois de uma noite longa e um almoço bocejado, iniciou-se o tradicional passa-calles por entre as ruas centrais da cidade e alguns bares/cafés, proporcionando um ambiente alegre entre tunos e espectadores que por lá circulavam, bem regado com Licor Serrano, cerveja e outras bebidas.

O espectáculo principal iniciou por volta das 21.30h, no Teatro Cine, tendo esta edição do FESTUBI batido todos os recordes de bilheteira, ficando com lotação esgotada pouco depois do espectáculo começar.

Após um curta introdução feita pelos membros da direcção da Desertuna, a apresentação ficou a cargo de Pedro Neves, que animou a todos com o seu espírito de comediante, sendo gratificado no final com título de Tuno honorário da Desertuna.


A cortina abriu, as luzes apagaram-se e o espectáculo começou com a Tuna-Mus (extra-concurso), que tocou, entre outras, a sua “Doce Covilhã” (original), um instrumental baseado num medley de bandas sonoras de vários filmes conhecidos e o “Vinho Verde”, recordando Carlos Paião.

Seguiu-se a Tuna Académica da Universidade Lusíada de Famalicão, que iniciou a actuação com um momento especial de uma declaração de amor do seu cão de loiça, para a Milou (a raposa da Desertuna). Entre o seu repertório, recordou-nos Simone de Oliveira em “Sol de Inverno” e Zeca Afonso num excelente arranjo da “Canção de Embalar”, passando ainda pela animada “Académica”.

Continuou o espectáculo, desta vez com a TUSA – Tuna Universitas Scientiarum Agrariarum, da mui bela ilha Terceira – Açores. Apresentou uma actuação com um show de estandartes e pandeiretas, fulcrais durante a actuação em temas como o “Cowboy da Meia-noite” e “Despedida”, passando pelo instrumental, também original - “Já não é a primeira vez que me enganas”. E foi com o sotaque açoriano no ouvido e respectivas traduções para português, que partimos para o intervalo.

O início da segunda parte trouxe-nos a anTúnia – Tuna da Universidade Nova de Lisboa com os seus “Sonhos” e o inconfundível arranjo de “Hein Klein Nachtmusik” de Amadeus W. Mozart. Ouvimos ainda, de Miguel Matamoros, as “Lágrimas Negras” num ritmo originalmente cubano, contagiante.

Para finalizar, subiu a palco a Tuna Académica do Instituto Superior de Engenharia do Porto, acompanhada do seu amigo bruxo - “Alexandrino”. Ouvimos o instrumental “Perestroika”, “Vocês sabem lá” e, de Alda Lara, a conhecida “Mãe negra”, entre outras.

Finalizadas as tunas a concurso, a tuna anfitriã apresentou-nos uma actuação de originais com bastantes surpresas. Ouviram-se a notas do “Toninho” com coreografia de pandeiretas e estandartes, bastante divertida. Seguiram-se a “Covilhã” e “Sinfonia de um Beijo” cantadas e tocadas em conjunto com o Coro Feminino e a Orquestra de Cordas com Oboé da Escola Profissional de Artes da Beira Interior e direcção de Rodrigo “Saxoman” Raposo. No mesmo registo, e inspirada na obra de Luís Vaz de Camões - “Os Lusíadas”, foi apresentada a “Odisseia da Desertuna”, desdobrada em quatro peças distintas: “Praia Lusitana”,”A Nau e o Sonho”, “Adamastor” e “Chegada à Índia”.

Depois de um estrondoso aplauso de pé dado pelo público à tuna da casa e durante quase três minutos, foram entregues os seguintes prémios:

Tuno mais Abutre: “Pico” da TUSA
Melhor Serenata: TAUL F – Tuna Académica da Universidade Lusíada de Famalicão
Melhor Passa-calles: TUSA - Tuna Universitas Scientiarum Agrariarum da Terceira - Açores
Melhor Pandeireta: anTúnia – Tuna da Universidade Nova de Lisboa
Melhor Estandarte: TUSA - Tuna Universitas Scientiarum Agrariarum da Terceira - Açores
Melhor Solista: TAISEP- Tuna Académica do Instituto Superior de Engenharia do Porto
Melhor Instrumental: TAISEP- Tuna Académica do Instituto Superior de Engenharia do Porto

Tuna mais Tuna: Prémio dividido entre duas tunas, são elas a TUSA - Tuna Universitas Scientiarum Agrariarum da Terceira – Açores e a TAUL F – Tuna Académica da Universidade Lusíada de Famalicão

2ª Melhor Tuna: TUSA - Tuna Universitas Scientiarum Agrariarum da Terceira - Açores
Melhor Tuna: TAISEP- Tuna Académica do Instituto Superior de Engenharia do Porto

A festa continuou sempre muito animada na Discoteca Ex-líbris, com um convívio muito agradável entre todos os presentes, bem ao jeito das gentes da Covilhã e das tunas de Portugal.

Parabéns à Desertuna pelo sucesso de mais uma edição do FESTUBI, e porque são uns grandes embaixadores da Covilhã, da UBI, e da Beira Interior, venha mais um para o ano….”

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Músicas...

A quem se pergunta que belas músicas estão no vídeo de parabéns da Gabi, aqui vai:

- "Cidade de Cetim" (original), Versus Tuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve
- "Sina de uma Caloira" (original), Feminis Ferventis - Tuna Académica Feminina da Universidade do Algarve
- "Hino da Tuna" (original), Feminis Ferventis - Tuna Académica Feminina da Universidade do Algar
- "Recuerdos Bolivianos" (Letra e Música: E. Joffre; Arranjos: Atituna), Atituna - Tuna Feminina da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto

terça-feira, 21 de abril de 2009

Parabéns...


Porque há momentos que vale a pena recordar, e sim... porque tu és especial!
Muitos Parabéns, Gabi!

video

terça-feira, 14 de abril de 2009

2.º Letras Sentidas...

Local: Estúdio 400 - Nevogile
Data: 18 de Abril de 2009
Organização: Tuna Feminina da Fac. de Letras da UP



Será já no próximo dia 18 de Abril, pelas 21h, no Estúdio 400 - Nevogilde.

Tunas a Concurso:
- Tuna Feminina de Economia do Porto
- Tuna Feminina do ISEP
- Tuna Feminina da Universidade católica Portuguesa
- Levadas da Broca - Tuna Feminina da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto


Extra-concurso:
- CUCA - Cancioneiro Universitário do Campo Alegre
- Tuna Feminina da Faculdade de Letras da Universidade do Porto


Bilhetes:
2,5€ para estudante
3€ para não-estudante.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

VII FESTUBI...

Local: Teatro-Cine da Covilhã
Data: 17 a 19 de Abril de 2009
Organização: Desertuna

Mais uma vez, terá lugar na cidade da Covilhã, o FESTUBI – Festival de Tunas da UBI, sendo esta a sua sétima edição, será uma iniciativa única e de grande espectáculo, de modo a projectar não só o nome da nossa academia e instituição de ensino mas também um evento que dignifique a nossa cidade e toda a Beira Interior.

O Festival é composto por três eventos diferenciados. A Monumental Serenata no dia 17 à noite (Sexta-feira) no Teatro-Cine da Covilhã, um Passacalles, dia 18 à tarde, andando as tunas em desfile pela cidade e pelos bares da mesma e pelo Espectáculo Principal, dia 18 à noite (Sábado) no Teatro-Cine da Covilhã.

A apresentação de todo o evento está a cargo de Pedro Neves, conhecido Humorista que passou entre outros no "O Último a Rir" da TVI, no "Levanta-te e RI" da SIC, no "Tudo sobre..." da RTP e no "Sempre em Pé" da RTP 2.

Com o intuito de continuar a inovar, a Desertuna – TAUBI, pretende apresentar-se em público acompanhada pela Orquestra de Cordas da EPABI – Escola Profissional de Artes da Covilhã e um Coro Feminino, projecto singular na Beira Interior.


Tunas a Concurso
anTunia – Tuna de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa
Tuna Académica do Instituto Superior de Engenharia do Porto
Tuna Académica da Universidade Lusíada de Famalicão
TUSA – Tuna Universitas Scientiarium Agrarium – Angra do Heroísmo, Açores


Tuna Extra – Concurso
Tuna – MUs – Tuna Médica da Universidade da Beira Interior (Afilhados da Desertuna)

Tuna Organizadora
Desertuna – Tuna Académica da Universidade da Beira Interior


Programa:
Sexta-Feira – dia 17 de Abril:
18h00 – Recepção das Tunas no Hotel Santa Eufémia e atribuição das guias;
22h30 – Serenata Monumental no Teatro-Cine;
02h00 – Festa Académica no Buffalu's Bar;

Sábado – dia 18 de Abril:
15h00 – Pasacalles – Ruas e bares do centro da Covilhã;
21h00 – Abertura das Portas do Teatro-Cine;
21h30 – Inicio do VII Festubi;
02h00 – Fim do VII Festubi;
02h30 – Festa Académica discoteca ex -Ex-Libris (junto à Telepizza);

Domingo – dia 19 de Abril:
12h00 – Almoço dos intervenientes nos Leões da Floresta;
15h00 – Despedida das tunas;
16h00 – Fim do evento.

Desde já convidamos todos os interessados a visitar a Cidade Neve, e participar na alegria e festa que caracterizam o FESTUBI.