quinta-feira, 15 de março de 2012

XIV Fartuna

Hoje há lugar para um post com uma nova reportagem “nossa”… Porque de alguma forma sinto que partilhámos este festival, mesmo a carradas de quilómetros de distância – benditas novas tecnologias J

“O XIV FARTUNA – Festival de Tunas Académicas da Cidade de Faro, organizado pela Versus Tuna – Tuna Académica da Universidade do Algarve, decorreu nos dias 9 e 10 de Março e, por estar inserido no ano de comemoração do vigésimo aniversário da Versus Tuna, revestiu-se de um significado especial. Com direito a transmissão em directo via Web e gravação em Vídeo para a edição de um DVD comemorativo.
Num fim-de-semana onde os reencontros e a animação tiveram um papel de destaque, a cidade de Faro recebeu as seguintes tunas:

Ma'ESTIG'ama Tuna - Tuna Académica Masculina da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Beja;
TinTuna - Tuna Académica da Egas Moniz;
TUALLE - Tuna Universitária Afonsina de Loulé;
Tusófona - Real Tuna Lusófona.

Na sexta-feira à noite, 9 de Março, o festival teve início no Largo do Carmo, com as serenatas.

A TUALLE foi a primeira tuna a encantar as donzelas, brindando-as com “Riso de Menina” e “Pó de Arroz”. Seguida pela Ma'ESTIG'ama Tuna que interpretou “Acordar deste sonho” e “Sopro”. A TinTuna seduziu com “Menina estás à janela” e “Noites de Luar”. A Tusófona cativou com “Ilusão” e “Lisboa Cidade Amante”. E a noite não poderia terminar sem o charme da tuna da casa, evidenciado com “Menino D’Oiro” e “Ao largo do Amor”.

Posto isto, deu-se lugar ao convívio e a festa teve lugar no Bar da Associação.
No sábado à tarde, realizou-se o tradicional Pasacalles, que possibilitou a interacção das tunas com os transeuntes da baixa de Faro, alguma publicidade ao evento e proporcionou uma maior alegria à cidade.

A parte mais formal do festival teve lugar no Teatro das Figuras, com a casa praticamente cheia e a apresentação feita pela tuna da casa, com momentos cómicos de sátira social inspirados em diversos programas televisivos.

A Feminis Ferventis – Tuna Académica Feminina da Universidade do Algarve, extra concurso, iniciou o espectáculo. Com cerca de 21 elementos em palco, presenteou o público com o seu instrumental “De Usuahia a la Quiaca” e um mix dos originais “Sina de uma Caloira” e “Hino da Tuna”.

A primeira tuna da noite, a concurso, foi a Ma'ESTIG'ama Tuna. Com cerca de 20 elementos em palco, interpretou o seu “Hino” e “Intromental”, entre outras músicas, numa actuação caracterizada pela boa disposição.

Seguiu-se a TinTuna, com cerca de 27 elementos, que prendeu a atenção do público com temas conhecidos como “Nini dos meus 15 anos” e “Guitarra toca baixinho”. Numa actuação bastante coesa onde se destacou a prestação do solista no original “Noites de luar”.

Após um breve intervalo, foi a vez da Tusófona subir a palco, com 21 elementos, e brindar o público com os seus originais, como por exemplo “Às dez” e “Histórias e Memórias”.
A Tualle foi a última tuna a concurso, a subir a palco, com 28 elementos. Interpretou diversos temas como “Carinhoso” e “Tive medo de acordar” e surpreendeu com “Peter’s”.
Para finalizar o espectáculo em grande, a Versus Tuna subiu a palco e deslumbrou o público com “Cidade Cetim” e animou-o com “Faro e o estudante”. Interpretou o seu instrumental “O Piano” e a serenata “Ao largo do amor”. Depois da entrega dos prémios, rematou com “Hino da Tuna”.

A festa continuou no Bar da Associação, tal como a animação e o convívio.

Foi, sem qualquer dúvida, mais um excelente festival!

Resta-me agradecer à Versus Tuna, especialmente ao Mauro, pela magnífica recepção, pelo carinho, pela paciência, pela disponibilidade, por me fazerem sentir novamente em casa… Por tudo! No fundo, por continuarem a ser uma tuna espectacular com características admiráveis!

Os resultados:

Melhor Tuna - TinTuna - Tuna Académica da Egas Moniz
Melhor Solista - TinTuna - Tuna Académica da Egas Moniz
Melhor Instrumental - TUALLE - Tuna Universitária Afonsina de Loulé
Melhor Porta Estandarte - Tusófona - Real Tuna Lusófona
Melhor Pandeireta - TUALLE - Tuna Universitária Afonsina de Loulé


Melhor Serenata - TinTuna - Tuna Académica da Egas Moniz (atribuído pelas guias do festival)

Melhor Pasacalles - TUALLE - Tuna Universitária Afonsina de Loulé (atribuído pela organização)
Tuna Mais Tuna - Tusófona - Real Tuna Lusófona (atribuído pela organização)
Tuna Mais Marafada - Tusófona - Real Tuna Lusófona (atribuído após o festival, durante a festa)”



Não posso deixar de referir as minhas companheiras de jornada… A “minha pandeireta” que teima em achar que não toca nada; a “minha menina” que cresceu, já se fez uma mulherzinha e rumou ao sul; a “corajosa” (e a mana) que voltou a trajar e se aventurou até de madrugada; a “solista” e a “mãe de família” que se juntaram para matar saudades das tunas… Gosto de vos ter por perto!
Confesso que algumas "baixas" fizeram-se sentir mas, no próximo ano, tentamos novamente o reencontro ;)

1 comentário:

WB disse...

Congratulo-me pelo regresso do Túnicas ao activo, depois de 8 meses de silêncio (sem um aviso sequer).

Com tão poucos blogues sobre o fenómeno tunante, já cá fazia falta o vosso contributo.

Esperemos que seja para continuar!

bjs