terça-feira, 24 de março de 2009

XI FARTUNA, o rescaldo...

E assim foi mais um fim-de-semana fantástico...
A Desertuna - Tuna Académica da Universidade da Beira Interior - foi a grande vencedora de mais um Fartuna – Festival de Tunas Académicas da Cidade de Faro, organizado pela Versus Tuna – Tuna Académica da Universidade do Algarve, este ano na sua décima primeira edição. Foi sem dúvida um grande festival, não só pelas tunas presentes, mas por todos os amigos e antigos tunos que se deslocaram ao Algarve para o convívio que um festival deste cariz proporciona.

Na sexta o festival teve início com a tradicional serenata no Largo do Carmo. O ambiente era de festa, e deu para ver um “cheirinho” do que seria um grande fim-de-semana. A festa entrou pela noite dentro no Bar da Associação.


Já o Sábado à tarde, depois de uns poucas horas de sono, pelas ruas de Faro, teve lugar o Passacalles, bastante animado e divertido, permitindo o contacto com a população e assim publicitar o certame que iria acontecer mais à noite, no Teatro das Figuras.

Um teatro praticamente cheio foi o que aguardava as tunas nessa noite. O espectáculo começou a Feminis Ferventis - Tuna Académica Feminina da Universidade do Algarve, que nos presenteou com duas músicas, o instrumental do filme de Che Guevara e “Molhar o Pé”.

A primeira tuna a concurso foi a Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra. Iniciaram a sua actuação com “Sonho” seguido de uma música dedicada à cidade de Coimbra “Coimbra dos Amores”. Seguiram com o seu hino “Cantar de Estudante”, onde se destacaram as suas pandeiretas e o seu instrumental “Às Vezes” e ainda “Praxis Tuna” dedicado à Académica de Coimbra. Terminaram com “Balada”.

Logo de seguida esteve em palco Desertuna - Tuna Académica da Universidade da Beira Interior. Iniciaram a sua actuação com “Toninho” seguido de “Covilhã” onde se destacaram as suas pandeiretas e o seu estandarte. Seguiram com uma composição dedicada aos Lusíadas “Odisseia” que contemplava, entre outras, o seu instrumental “Praia Lusitana” e “Adamastor”.

Depois de um curto intervalo veio a Tusófona – Real Tuna Lusófona. Com uma entrada bastante original, semelhante ao fantasma da ópera, iniciaram a sua actuação com “Vultos Negros” seguido de “Mea Culpa”. Prosseguiram com a sua serenata “Às Dez” destacando-se o seu solista, e “Histórias e Memórias”. Terminaram a sua actuação com “Varina em Lisboa”.

Seguiu-se para terminar a ESTuna – Tuna de Engenharia da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Iniciou a sua actuação com “Vida de Tuno” seguida de “Outra Vez”, ambos originais. Seguiu com a sua serenata “Sereia do Sado” e “Cábula de um ESTudante" ambos originais e ainda um adaptação de "Rio Azul" terminado com uma interpretação das “Meninas da Ribeira do Sado”.

Por fim a tão esperada actuação da tuna da casa Versus Tuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve. Como já vem sendo tradição da Versus Tuna, foi uma actuação dedicada à nossa cidade de Faro, à nossa “Cidade de Cetim”. Foi uma actuação cheia de alegria, boa disposição e grande Espírito Académico.

Assim o júri decidiu...

Melhor Passa Calles - Desertuna
Melhor Serenata - TMUC
Tuna + Marafada - Tusófona

Tuna + Tuna - Estuna

Melhor Instrumental - Desertuna
Melhor Solista - TMUC
Melhor Pandeireta - Desertuna
Melhor Porta Estandarte - Desertuna

Melhor Tuna - Desertuna



A festa seguiu noite dentro até de madrugada na discoteca "Millenium"…

À Versus resta agradecer pela hospitalidade, pelo carinho, alegria e dedicação com que sempre nos recebem… e por simplesmente nos fazerem sentir em casa. Obrigado por tudo, dos mais velhos aos mais novos! E muitos parabéns!

"E agora que eu parto
Lembro a saudade sem fim
Desta cidade que abarco
Vestida de cetim."

10 comentários:

Anónimo disse...

Realmente, este blogue só noticia festivais da 3ª divisão. Este fim-de-semana decorreu o TUIS, um dos eventos mais importantes do panorama nacional e... nada. Que blogue ridículo.

Anónimo disse...

Mas já há divisões nas tunas e ninguem diz nada????antes de dizeres alguma coisa pensa no q dizes...ai ai

Carolina Mendonça disse...

Olá a ambos os anónimos:

Ao 1º anónimo:
- quanto a terceira divisão ou não, nem sequer quero entrar por aí, pois certamente quem já foi o Algarve quer com certeza lá voltar. Tal facto reflecte-se nos amigos que, tanto no FARTUNA como no MOURA ENCANTADA, se deslocam consecutivamente ano após ano à nossa casa. Às vezes não são aquilo que chamas de “divisões” que conta, mas as pessoas!

- em segundo lugar, este blog não tem pretensões de cobrir os eventos tunantes de todo o país, para esse efeito existe o PortugalTunas. Já agora aqui fica o link – www.portugaltunas.com - podes consultar aí a reportagem do Tuist feita pela nossa Joaninha. Acredito que tenha sido um festival fantástico como todos aqueles que a Tuist a longo dos anos nos ofereceu.

- em terceiro lugar, os eventos publicados no blog, para além daqueles a que temos pretensão de ir assistir, são-nos enviados para publicação, e não acreditando em “primeiras, segundas ou terceiras divisões”, temos todo gosto em o fazer.


Obrigado a ambos pela visita e pelos comentários.
Até a uma próxima,
Carolina Mendonça

Carolina Mendonça disse...

Com o meu comentário anterior, dou por encerrado este assunto, pelo que qualquer comentário anónimo sobre este tema que se apresentar, sob forma de insulto ou ataques pessoais e/ou de teor menos educado, não será publicado neste blogue.

Grata pela atenção
Carolina Mendonça

Anónimo disse...

O que é o "TUIS"??

TopoGigio disse...

Mais um Grande Fartuna!!

Espero que tenham gostado e para o próximo ano será de novo um grande festival!!

Cumprimentos

Anónimo disse...

Sim Carolina, o i o ai!

Anónimo disse...

Viva o Isvouga.

Anónimo disse...

Qualquer festival onde participe a ESTusa (isso mesmo, a ESTusa) é sempre da Champions League do espírito académico. Quem viu o passa-calles em Faro sabe do que falo. E muitas mais tunas por aí andam a espalhar alegria como se não houvesse amanhã, e é assim que se quer.

Sem querer entrar nas polémicas da "tuna de festival" vs. "tuna do espírito", pois cada um sabe de si e orienta-se para a vertente que quer, parece-me que estes comentários redutores das diversas "divisões" tendem a revelar uma grande ignorância que grasa, não tanto nos Tunos, mas principalmente nos fãs.

Quando me divertir mais num palco que fora dele, entro para uma Orquestra.

Um abraço e um agradecimento à Versus Tuna pela hospitalidade.

Carolina Mendonça disse...

Lolol
Ora bem... isso é que ser quer!
Haja vontade caro amigo.