segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

VII FITAM, a reportagem...


Foi nos dias 4 e 5 de Dezembro que decorreu a VII edição do FITAM – Festival de Tunas do IPAM, Cidade de Matosinhos.

O Real Tunel Académico – Tuna Universitária de Viseu, foi a grande vencedora deste fim-de-semana por terras de horizonte e mar!

O FITAM deste ano foi precedido, logo na sexta-feira, pelo 1º Encontro de Tunas Académicas de Matosinhos, o ETAM. O encontro teve lugar no auditório da Obra do Padre Grilo em Matosinhos, e contou com a presença da Tuna Académica de Oliveira do Douro, ARTUNA – Tuna da ESAP (Porto), Horizontuna – Tuna Feminina de Matosinhos, K’rica Tuna – Tuna Feminina de Enfermagem de Oliveira de Azeméis e com a Tuna do Distrito Universitário do Porto. O clima era de festa e muita animação antecipando um grande fim-de-semana…





A recepção das tunas participantes no VII FITAM deu-se na C.M. Matosinhos, onde por entre umas belas de umas castanhas assadas e o belo do porco no espeto, para além da bela musiquinha do Sr. José Barbosa foram o mote para um grande convívio entre as várias tunas do FITAM e do ETAM, bem como de todos os amigos da TAIPAM que ali se encontravam.

Já com estômago bem “forrado”, deu-se início às serenatas na escadaria da antiga biblioteca Florbela Espanca. A chuva não colaborou, pelo que algumas tunas tiveram que fazer a sua serenata na C.M. Matosinhos.











A festa continuou noite dentro na Discoteca Bjekas. Depois de umas poucas horas de sono, o acordar foi difícil… como se pode ver pela caras de alguns membros da TAIPAM (descupem lá mas tinha mesmo de as pôr, lolol)...



Depois de um belo repasto o Passa-calles previsto na programação, tornou-se “Passa-atrium” na C.M. Matosinhos, mais uma vez devido à chuva que teimava em não amainar…, seguindo-se da recepção das tunas no salão nobre da C. M. Matosinhos por parte do Vereador da Cultura Dr. Fernando Rocha e pela Dra. Cristina Pacheco, responsável pela Divisão da Juventude.

As tunas seguiram então para o Teatro Constantino Nery, a fim de realizarem o Soundcheck, juntando-se novamente num animado jantar.

Ainda que com o atraso da praxe, deu-se então início à VII edição do Festival de Tunas no IPAM – Cidade de Matosinnhos. Como já é apanágio neste festival, a população de Matosinhos acorreu em peso. A sala estava completamente lotada, salientando-se ainda, as fantásticas condições de luz e som.


A primeira tuna a actuar foi a Dolphituna – Tuna Feminina do IPAM, afilhadas da tuna da casa. Iniciou a sua actuação com a música tradicional “Senhora do Almortão”, seguida de “Senhor Vinho” e “Lendas do rio Douro”, terminando a sua actuação com “Todas as ruas do amor”, dos Flor-de-lis.



A primeira tuna a actuar a concurso foi a Tuna Académica de Biomédicas ICBAS | UP. Com cerca de 28 elementos em palco, iniciaram a sua actuação com uma pequena interpretação instrumental dos Muse, “Knights of Cydonia” seguida de uma música tradicional mirandesa “Chin glin dim” e de uma marcha popular “Cidade do Porto”. Seguiu-se com o seu instrumental, um medley de músicas italianas “Sonho Napolitano”, onde se destacou a prestação dos seus porta-estandartes. Prosseguiu com um original ”Trova” terminando com o seu hino “Memórias de um Tuno”, onde se destacou a prestação das suas pandeiretas.





A segunda tuna a concurso foi a Tuna de la Universidad Autonoma de Madrid. Com cerca de 16 elementos em palco iniciaram a sua actuação com um brinde cantado “Nostras copas” seguido de uma música tradicional do cancioneiro espanhol “Por la calle de Alcalá”. Prosseguiu com uma música tradicional boliviana “Luz de amanhecer” e com uma música das Canárias “Isla Mia”. Terminou a sua actuação com o conhecido tema “Amanhecer boricano” e com uma música de Porto-Rico “Nochecita Madriliña”.




A terceira tuna a concurso foi a Tuna de Tecnologia da Saúde do Porto. Com cerca de 25 elementos em palco iniciou a sua actuação com uma música boliviana (desculpem, mas não reti o nome) seguida de uma versão do “Movimento perpétuo associativo”, dos Deolinda e do seu instrumental, uma tema judaico “Hava Nagilda” onde se destacou a prestação do seu pandeireta, seguida de uma adaptação de uma tema de Rui Veloso. Prosseguiu com “Madrugada”, onde se destacou a prestação do seu solista e com um tema italiano “Bella ciao”, terminando a sua actuação com um fado “Duas Cidades”.






Depois de um curto intervalo subiu a palco a Tuna Académica do Instituto de Engenharia do Porto. Com cerca de 20 elementos em palco iniciaram a sua actuação com um original “Mulher Tripeira” ode se destacou a prestação dos seus pandeiretas e dos seus porta estandartes, seguido de uma interpretação em jeitos de serenata do tema “Vocês Sabem Lá”. Prosseguiu com o seu instrumental “La Rosa y el Volcan”, uma interpretação de do tema “Mãe Negra”, onde se destacou a prestação do seu solista, terminado a sua actuação com o seu conhecido tema “Porto, Vinho e Lugar”.






Por fim, a concurso, esteve o Real Tunel Académico – Tuna Universitária de Viseu. Com cerca de 25 elementos em palco, iniciaram a sua actuação com “Menina da capa preta” seguido do seu original “Rua escura 43”. Prosseguiu com “Viseu, Terra Nova”, onde se destacou a prestação dos seus pandeiretas, e com o seu instrumental “Trilhos”, destacando-se, e perdoem-me todos os outros, a prestação dos seus cavaquinhos. Seguiu-se com a sua serenata “Serenata a um Anjo”, onde brilhou o seu solista e com “Homenagem a Hilário”, saindo de palco com a já conhecida música das “Borboleta de capa preta e fita azul”.






Para terminar este fantástico espectáculo, subiu a palco a tuna organizadora deste festival, Tuna Académica do IPAM – Cidade de Matosinhos. Com cerca de 30 elementos em palco iniciaram a sua actuação uma conhecida música italiana “Funiculi Funicola” seguida da tradicional “Ai Rapariga”. Em seguida interpretou o tema “Canoas do Tejo” e para terminar, o grande hino à cidade de Matosinhos “Oh Senhora de Matosinhos”.








No fim o júri decidiu…
Melhor Solista: Real Tunel Académico - Tuna Universitária de Viseu
Melhor Estandarte : Tuna Académica do ISEP
Melhor Instrumental: Real Tunel Académico - Tuna Universitária de Viseu
Melhor Pandeireta, Prémio "Nuno Amorim": Tuna Académica do ISEP
Melhor Pasacalles: Real Tunel Académico - Tuna Universitária de Viseu
Tuna Mais Tuna: Tuna de la Universidad Autónoma de Madrid
2ª Melhor Tuna: Tuna Académica do ISEP
Grande Prémio VII FITAM: Real Tunel Académico - Tuna Universitária de Viseu

A noite foi longa, continuando noite dentro pela Discoteca Blá Blá.
Sei que me repito constantemente mas, talvez tenha tido sorte… mas para mim, e dada vez mais, os festivais de tunas não são competições, são um local comum de encontro e reencontro de amigos. O espírito que se sentia era fantástico, cheio de alegria, tradição e espírito académico aliado ao mais nobre espírito tunante.

Muitos parabéns TAIPAM, e claro, até para o ano!



Por fim resta-me ainda agradecer:

TAIPAM: Já sabem… enquanto puder, vão continuar a ver por terras de “horizonte e mar” uma moça com o traje NÃO descolorado pelo sol :), mas sim azul! Obrigada por tudo.

VIA: Muito obrigado do fundinho do coração! Sem dúvida que a arte de bem receber é apanágio da vossa tuna! Posso dizer com toda a certeza que foi como estar em casa, em família!

WILSON: Ao nosso guia, que nos acolheu de braços abertos na sua casa, oferendo-nos ainda um fantástico passeio pela Foz e claro, uma visita às belas das Francesinhas! Obrigado mesmo!

SR. ANDRÉ: Já pensou em adoptar um GPS portátil??? Tenha lá cuidados com os Éclaires que está visto que lhe fazem mal à tensão… lololool….

BARRENTO: És uma menina… lolol… e eu um menino!!! Adoro-te, BJK.

ATITUNA: É Feta, é Feta e ninguém drome!!! Fantástico Furnas, estou orgulhosa de teres sobrevivido a mais um FITAM :)

HORIZONTUNA: Força meninas! Tenho a certeza que nos vamos encontrar muitas mais vezes por essa Portugal.

Cátia e Elsa de LETRAS: As nossas guias da noite de Matosinhos! Foram fantásticas! Até qualquer dia…


Bem, e por fim…
GABI: Poderiam as TÚNICAS existir sem TI???? Talvez pudessem (o que eu não acredito), mas NÃO ERA A MESMA COISA… Tenho saudades tuas!!!

10 comentários:

Marta disse...

Emenda lá isso!! ;)
Real TUNEL Académico! ;)
Beijinhos

Ukranianus Energeticus Phornicatoris disse...

Obrigado pela reportagem.

Carolina Mendonça disse...

lolol

Ainda está em realização... A ver se fica pronta hoje...
Confesso que ainda estou em fase de recuperação!

Wilson Parada disse...

Carolina a música da TS é Chan Chan interpretada por BuenaVista Social Club.

Beijinho e obrigado pela fantástica reportagem.

WB disse...

O nome é Real Tunel sem acento.
Entretanto, achei "graça" à secção de metais da tuna TS. Só faltava maestro e boina.

Parabéns pela reportagem.

Sofia Caldeira disse...

Olá! Infelizmente não consegui ir assistir ao VII FITAM, mas esta reportagem já deu para ter noção do festival que perdi!

Só uma pequena coisa, fiquei um pouco confusa nesta parte do comentário respectivamente à actuação da Tuna TS: "e do seu instrumental, uma tema judaico “Hava Nagilda” onde se destacou a prestação do seu solista, seguida de uma adaptação de uma tema de Rui Veloso."
O solista foi na adaptação da musica do Rui Veloso, certo? Para uma pessoa menos atenta pode parece que ainda estamos a falar relativamente ao instrumental (algo extremamente cómico de pensar, um solista num instrumental =p). E já agora, aproveito para corrigir o nome do tema: é "Hava Naguila" e não "Hava Nagilda". ;)

De resto: parabéns por tão minuciosa reportagem!

PriscilaGomesGonzaga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Magi Matraka disse...

Vai uma pessoa para Londres e depois volta, lê estas coisas e tem inveja :'( buaaaaaa perdi grande festa!!!!

E perdi uma oportunidade de estar contigo e com a menina do Barrento lololol

Anónimo disse...

Obrigada por citares a Horizontuna.
Espero que, realmente, a tuna se encontre muitas vezes contigo.

Mas és sempre bem vinda a nossa Cidade!!!!

Beijos
Kondenada_Horizontuna

Furnas disse...

Só agora vi isto! Lol! Sou mesmo despassarada! :) Obrigado pela referência à minha pessoa! De facto sobrevivi sim :) Até recebi uma placa e tudo! =)

Beijinhos e uma sugestão: expandirem o vosso "negócio" e criarem uma página de fãs das tunicas no Facebook (que está em larga expansão em Pt). É uma maneira mais fácil de ir mantendo o pessoal actualizado. (Se ja tiverem uma peço desculpa por mais um despassaramento :P )

Furnas