domingo, 27 de abril de 2008

XVIII FITUA, o rescaldo do primeiro dia...

A TAL – Tuna Académica de Lisboa, foi a grande vencedora do XVIII FITUA. Num ambiente único de festa, no grande Centro Cultural e de Congressos de Aveiro, o Festival de Tunas organizado pela TUA – Tuna Universitária de Aveiro pautou pelo estupendo ambiente académico onde as 8 tunas presentes, em conjunto com a tuna organizadora, com os Caloiros da TUA e com a TFAAUAv - Tuna Feminina da Associação Académica da Universidade de Aveiro, não deixaram por mãos alheias e fizeram um grande FESTIVAL!

Cada vez mais tenho a certeza que os festivais de tunas não são competições, são um local comum de encontro e reencontro de amigos. O espírito que se sentia era fantástico, cheio de alegria, tradição e espírito académico aliado ao mais nobre espírito tunante.

O início da noite de 25 de Abril começou muito animado numa casa aveirense com paredes um tanto ou quanto coloridas. A companhia era excelente, poderá mesmo dizer-se melhor impossível… Fénix Flamejantes, Feminis Ferventis e Mister Bakano. O jantar foi no Restaurante A Picota, sempre muito animado e bem regado… O vinho verde fresquinho e uma mesa de amigos...ah saudade!!!

O espectáculo começou com a actuação da Tuna Feminina da Associação Académica da Universidade de Aveiro. Começaram a actuação com o seu instrumental seguido de uma serenata à Ria de Aveiro. Interpretaram de seguida “Siempre en mi Mente”, “Chamateia”, música tradicional dos Açores e “Hoy” de Glória Estefan.

Para iniciar a rol de tunas a concurso seguiu-se a actuação da Estudantina Universitária de Lisboa. Iniciou o seu espectáculo com a música original “São Sete Colinas” seguida de uma interpretação da música eternizada por Simone de Oliveira “Desfolhada” onde brilhou a voz do solista e o porta-estandarte. Continuou com uma música de Amália “Fado Português" com um excelente arranjo de vozes.

A segunda tuna a subir a palco veio de terras do Minho, a Azeituna – Tuna de Ciências da Universidade do Minho. Iniciou o seu espectáculo com “Serenata à Primavera” seguida de “Suevos” e “Percursos”, um instrumental. Continuou com uma interpretação de uma música de Jorge Palma “Dá-me Lume” e para terminar “Asa Branca”. Foi uma actuação muito animada onde se destacou a originalidade do porta-estandarte em patins.

Depois de um pequeno intervalo, onde se aproveitou o hall de entrada e a esplanada para beber uns copos e trocar duas ou três de conversa com as caras conhecidas que iam aparecendo, seguiu-se a actuação bastante animada dos dos Caloiros da TUA.

A eles se seguiu a apresentação da TUIST – Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico. A abrir a actuação, dedicada ao povo de Abril interpretou uma versão do "Povo que lavas no rio" seguido do original "Vontade de Ser", com destaque para os pandeiretas. Logo após o instrumental inspirado em grandes autores do fado “Paredes Meias Com Armandinho” seguiu-se outro original "Se um dia não houver luar" continuada pela interpretação da "Amélia dos Olhos Doces” terminando o espectáculo com a marcha "Esta Lisboa que eu amo".

Por fim subiu a palco a tuna da casa - TUA – Tuna Universitária de Aveiro. Cheios de animação e muito espírito tunante animaram a noite mostrando que dos mais novos aos mais velhos ninguém os pára em palco, nomeadamente com o seu medley de músicas do grande Zeca Afonso, num dia onde se celebrava liberdade pela revolução dos cravos.

Dali, após o primeiro dia de espectáculo, partimos para a Praça do Peixe onde o convívio, a música e a alegria pairava pelo ar. Seguimos por fim para o recinto da “Semana do Enterro” onde demos, algumas de nós, por terminada a noite. Gostaria apenas de salientar alguma falta de organização neste sentido onde, segundo constava no programa do PortugalTunas e mesmo aquando da venda dos bilhetes foi mencionado que o mesmo daria entrada para a "Semana do Enterro" e à entrada desta apenas aceitavam a entrada com credenciais.


Parando por outros rumos não me foi possível assistir ao segundo dia do festival que, segundo apurei, foi de igual qualidade musical e de grande espírito académico.

Dos prémios assim reza a história:
Melhor Bandeira: Tuna de la Universidad Nacional Federico Villarreal (Lima, Peru)
Melhor Instrumental: Tuna Derecho de Santiago de Compostela (Santiago Compostela, Espanha)
Melhor Solista: EUC - Estudantina Universitária de Coimbra
Melhor Original: TAL – Tuna Académica de Lisboa
Melhor Vocalização: EUL - Estudantina Universitária de Lisboa
Melhor Pandeireta: TUIST – Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico

Tuna + Tuna: TUIST – Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico

3ª Melhor Tuna: EUC - Estudantina Universitária de Coimbra
2ª Melhor Tuna: TUIST – Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico

Melhor Tuna: TAL – Tuna Académica de Lisboa

Como a máquina fotográfica resolveu "baquiar"
durante o jantar não temos fotos :(
Fica para o ano...

8 comentários:

Anónimo disse...

De facto foi um grande festival...Muito bem disputado...Com tunas de grande nível...Mas quanto aos resultados sejamos correctos...
Quanto ao vencedor(é aceitável),agora colocar a TUIST à frente da EUC??!! Não me parece...Além disso, dar o prémio de melhor instrumental a tuna de Santigo, quando ouve instrumentais muito melhores..Não sei mas o medley de Bach que a EUC tocou era sem dúvida o instrumental de maior dificuldade e sem dúvida o mais bonito!!!Parabéns a TAL!!!Penso que foi justo...Agora quanto ao júri, acho que estiveram muito mal!!!

Bruno "BaKano" disse...

Este anónimo, que julgo ser o mesmo de comentários anteriores, não é tendencioso nem nada
LOL

Mas, sendo correcto, resta-me apenas dizer que não posso de modo nenhum comentar a injustiça do resultado, pois das tunas faladas, apenas vi a TUIST na sexta-feira, pois tal como a Carolina, eu rumei a Tomar no sábado (era o choffer :-D)

Anónimo disse...

Caro amigo "Bakano", eu estive lá nos 2 dias do festival...Vi todas as tunas, e o meu amigo só lá foi um dia,deixe-me esclarecer uma coisa,e o amigo sabe isto muito melhor que eu porque pertence a uma tuna...Nestas coisas de festivais também existem favores prestados(tipo eu dou-te este prémio para o ano convida-nos para ir a espanha ou perú).Eu sei muito bem que as coisas são assim...E o amigo ainda saberá melhor que eu.
Mas o que importa é que acima de tudo correu bem o festival e ouviram-se tunas de grande nivel...

Bruno "BaKano" disse...

Caro anónimo, apraz-me comentar o teu .. comentário :-)
E caso não tem importes trato-o por tu assim como não tenho problemas que me trates de igual forma.

Sem querer entrar em picardias, não é para isso que cá estamos, nem sequer estou a contrariar ningué, quero só dizer que me deves estar a confundir com outrém, pois eu não sou, nem nunca fui de nenhuma tuna, apesar de já me terem dito que um traje me ficava bem :-)

Compreendo os teus comentários, em relação aos favores prestados, e todos sabemos que este tipo de coisas acontecem por todo o lado mais do que deveriam acontecer, mas, só queria deixar a seguinte pergunta no ar.
A classificação, ou os prémios não são porventura atribuidos por um painel de juizes, vulgo juri, que muitas vezes apesar de convidado por, não tem ligação directa à tuna organizadora? Receberão eles então algum tipo de indicação por parte da mesma para beneficiarem alguém em prejuizo de outrém?
Deixo apenas estas questões no ar, até pq mais uma vez, estou de fora, pois nada tenho a ver com festivais de tunas a não ser pagar e ver com atenção (sim, pq não sou tuno mas sou músico e apreciador) e eventualmente comentar com quem me apetecer...

Um bem haja anónimo, e olha, presumo, repito, presumo que sejas membro da EUC e só te digo que tenho pena de não ter-vos(-los) visto no sábado, pq gosto de ver boas interpretações, seja qual fôr o nome da tuna ou de onde ela venha!

Anónimo disse...

Então é assim...Eu não sou da EUC...Sou de Coimbra e gosto muito da EUC e vibro com as suas músicas que já fazem parte da nossa tradição, já são um marco histórico na vida de um estudante de Coimbra.
Gosto de ir a grandes festivais de tunas tal como este que vi com grande alegria!!! Tal como tu sou um simples músico...
Mas vou-te esclarecer quanto a juris deste género de festivais. Há sempre 1 ou 2 elementos da tuna organizadora no júri...E posso dizer-te uma coisa as escolha não são com o intuito de prejudicar mas sim auto ajudar a tuna organizadora.
Achas que a tuna do peru merecia o prémio de melhor Bandeira??!! Ou a tuna de Espanha o melhor instrumental??!! Não me parece....Ou seja, se eles ganharam isso foi mais um simbolo de simpatia para por exemplo a TUA fazer uma viagem a festivais nesses paises...

Neste mundo é obvio que nem tudo é justo, e gostos são gostos,não se discutem, mas no meu ver conhecendo bem este mundo, claramente houveram aqui prémios mal entregues...Um bem haja.

Bruno "BaKano" disse...

Pois anónimo não posso dizer mais nada, pois não vi nenhuma das 2 tunas estrangeiras (a de Peru era suposto tocar na sexta, era o que estava anunciado no blog da TUA e tudo!) portanto não posso mesmo comentar.

A unica coisa que posso fazer é anuir e anotar o teu comentário, que até saber de outras pessoas que terão visto os 2 dias tal como tu, só posso tomar como certo!

Anónimo disse...

Não bakano, eu não quero que tomes o que eu digo como certo ou errado, porque isto é uma opinião minha que tu poderias comentar melhor se tivesses ido aos 2 dias. Mas isso não importa, estamos aqui para discutir ideias e foi o que fizemos, mas espero que tires mais impressões sobre este FITUA com outras pessoas que conheças para assim me darem razão..ou não.

Anónimo disse...

curioso curioso foi a TAL ter ganho melhor original. Alguém sabe a que propósito??